conecte-se conosco

Resenhas

RESENHA: La Casa del Fin de Los Tiempos (2013)

Publicados

em

LaCasaDelFinDeLosTiempos

Por Geraldo de Fraga

Se o mundo do cinema for justo, o nome de Alejandro Hidalgo será lembrado por muito tempo. Em seu longa de estreia, o diretor venezuelano é a personificação do ditado de que o talento supera qualquer adversidade. La Casa Del Fin De Los Tiempos (2013) é uma aula de como fazer cinema fantástico.

Uma história onde quase nada é o que parece ser é contada de maneira magistral. Quando começamos a acompanhar a saga de Dulce, que volta para casa após cumprir 30 anos de prisão pela morte do marido, temos a impressão de estarmos diante de um filme comum de casa mal-assombrada. Lá estão os vultos, os sons estranhos, mas como foi dito no começo desse parágrafo: quase nada é o que parece ser.

Alejandro Hidalgo tem várias surpresas em suas mangas a as solta no tempo certo. De fato, a história (quando os segredos são enfim revelados) não é algo inédito no cinema fantástico. Porém a forma como o diretor/roteirista conduz o enredo transforma La Casa Del Fin De Los Tiempos em uma obra única. Por isso, não dá para revelar mais nada do roteiro, pois o risco de estragar as surpresas é grande.

LaCasaDelFinDeLosTiempos1

Ruddy Rodríguez interpreta a protagonista e está muito bem no papel. O elenco não é espetacular, mas não compromete. O longa de Alejandro Hidalgo é o primeiro filme do gênero filmado na Venezuela e fez uma bela bilheteria em seu país. A fita rodou alguns festivais e arrebatou várias críticas positivas por onde passou.

La Casa Del Fin De Los Tiempos foi filmado com um orçamento limitadíssimo, o que é uma tendência nesses tipos de produções. Principalmente levando em consideração que é uma obra latino-americana. Mas, felizmente, parece que essas dificuldades financeiras fazem bem ao cinema de horror de hoje.

E também existe uma revolução cinematográfica em curso. Mar Negro (Brasil), La Casa Muda (Uruguai) e Juan de los Muertos (Cuba) são exemplos de que desse lado aqui do Atlântico tem gente boa querendo fazer cinema. E a julgar pela qualidade das produções de hoje, os hermanos estão chegando para ficar.

Nota: 8,0

Direção: Alejandro Hidalgo
Roteiro: Alejandro Hidalgo
Elenco: Rosmel Bustamante, Adriana Calzadilla, Simona Chirinos
Origem: Venezuela

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=JZ8eMI5ThG8&w=560&h=315]

Continue lendo
Clique para comentar

1 comentário

  1. fernando pacca

    17 de fevereiro de 2014 a 13:20

    Não gostei. Pra mim terror que tem quer ser real, vir do real que já existe por ai. Esse realismo fantastico é muito chato e fica muito inverossimel acreditar.

  2. gwpj000

    17 de fevereiro de 2014 a 16:15

    Dos citados só conhecia o Brasileiro (que não vi), e o remake yankee de La Casa Muda (que eu vi ‘-‘). Bom que a tecnologia atual supre a necessidade desses realizadores sem que exija muitos recursos financeiros.

  3. Pingback: LISTA: Top 20 – Melhores filmes da década (2010-2019) | Toca o Terror

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Resenhas

RESENHA: Contato Visceral (2019)

Publicados

em

Contato Visceral

Sinceramente, alguns títulos traduzidos da Netflix atrapalham mais do que ajudam na hora de decidir o que ver. Se não fosse alguns colegas falarem bem de “Wounds“, eu jamais chegaria perto de assistir o filme que está no catálogo de streaming com o nome de “Contato Visceral“.

Dirigido por Babak Anvari, o mesmo autor de “À Sombra do Medo” (Under The Shadow), esta produção com selo Netflix vai fisgar a atenção de quem curte um horror sobrenatural perturbador.

(mais…)

Continue lendo

Resenhas

SÉRIE: Marianne (2019)

Publicados

em

marianne
[Por Felipe Macedo]
Histórias de bruxas sempre fascinaram o público. Sejam elas voltadas pra algo mais assustador ou infantil, essas personagens sempre causaram certo impacto. A lenda da bruxa má povoa nossa imaginação desde a infância em histórias como “João e Maria” e depois na vida adulta em filmes como “Suspiria”. A Netflix sabendo do interesse sobre o tema e na falta de produções atuais sobre o assunto, trouxe recentemente para seu catálogo a série francesa “Marianne” prometendo noites insones para o público. (mais…)

Continue lendo

Resenhas

SÉRIE: O Mundo Sombrio de Sabrina (2018)

Publicados

em

O Mundo Sombrio de Sabrina

[Por Jarmeson de Lima]

Ocultismo, bruxaria e paganismo em uma série para um público adolescente tem mais conteúdo macabro do que muito seriado com renome por aí. “O Mundo Sombrio de Sabrina” (Chilling Adventures of Sabrina) tem se revelado muito mais do que uma releitura da série de TV dos anos 90 que apresentava uma simpática feiticeira ajudando seus amigos com truques de mágica. (mais…)

Continue lendo

Trending