conecte-se conosco

Resenhas

RESENHA: A Face do Mal (2014)

Publicados

em

Haunt-1

Por Geraldo de Fraga

No fim do ano passado, Haunt, dirigido pelo estreante Mac Carter, figurava na maioria das listas dos filmes de terror mais esperados para 2014 (levando em consideração a data de lançamento no Brasil). Ao final desse ano, a previsão é que o longa esteja em outra lista: a de maiores decepções de 2014.

O filme conta a história de uma família que se muda para uma casa supostamente assombrada, onde da família anterior só sobrou a matriarca. O marido e seus três filhos morreram há alguns anos atrás em condições misteriosas. Tá pouco de clichê? Eu mando mais: O filho dos novos moradores, Evan, conhece a vizinha problemática Sam e os dois começam a ter um romance.

Sam confessa que já esteve na casa, no período em que ela se encontrava vazia, e mostra a Evan um aparelho eletrônico que pode captar vozes do além e, assim, o jovem casal tenta contato com os fantasmas. A brincadeira, lógico, não dá certo e desperta um espírito maligno que começa a infernizar a casa.

Haunt-12

Às vezes, bons filmes começam com velhos clichês, mas uma reviravolta ou outra na trama costuma dar um aspecto de novidade. Mas não é o que acontece com Haunt. O roteiro de Andrew Barrer, também estreante no cinema, leva, cada vez mais, o espectador por um caminho que ele já percorreu dezenas de vezes. Nada foge do esperado.

Temos a irmã mais nova sofrendo influência da assombração. Afinal, a criança tem mais sensibilidade com o sobrenatural. Temos a ex-moradora da casa assombrada dizendo como acabar com o espírito maligno, sendo que ela própria morou lá e não deu conta do recado. Sem contar que a aparência do vilão do filme é pra lá de pobre e os responsáveis pelos efeitos especiais usam aqueles truques muito manjados, como colocar o monstro para se mexer de forma robótica e dando aquela tremidas como uma imagem de TV fora do ar.

O elenco não se sobressai, mas também não compromete. Nem se escalassem os melhores atores da atualidade sairia algo de bom de um roteiro tão fraco. O final é pessimista, fato louvável em qualquer filme de terror que se preze, mas quando ele chegou, o estrago já estava feito.

Nota: 2,0

Títudo nacional: A face do mal
Direção: Mac Carter
Roteiro: Andrew Barrer
Elenco: Jacki Weaver, Liana Liberato, Harrison Gilbertson
Origem: EUA

Continue lendo
Clique para comentar

1 comentário

  1. Jota McQuade

    20 de outubro de 2019 a 21:01

    O filme tem um ritmo e um clima lúgubre que me agrada muito num filme de terror, mas peca na hora de querer pregar alguns sustos, partindo para aqueles efeitos de câmera acelerada e nervosa, o que quase toda tralha que saiu nos últimos anos faz também. Mas acho que o ritmo e o clima do filme faz com que ele não seja de se jogar completamente no lixo.
    O clímax do filme também não te dá uma boa sensação de “fechamento forte do arco de uma história”, mas é a vida…
    A verdade é que é um filme esquecível, mas eu sempre gosto de apontar algum mérito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Resenhas

RESENHA: Contato Visceral (2019)

Publicados

em

Contato Visceral

Sinceramente, alguns títulos traduzidos da Netflix atrapalham mais do que ajudam na hora de decidir o que ver. Se não fosse alguns colegas falarem bem de “Wounds“, eu jamais chegaria perto de assistir o filme que está no catálogo de streaming com o nome de “Contato Visceral“.

Dirigido por Babak Anvari, o mesmo autor de “À Sombra do Medo” (Under The Shadow), esta produção com selo Netflix vai fisgar a atenção de quem curte um horror sobrenatural perturbador.

(mais…)

Continue lendo

Resenhas

SÉRIE: Marianne (2019)

Publicados

em

marianne
[Por Felipe Macedo]
Histórias de bruxas sempre fascinaram o público. Sejam elas voltadas pra algo mais assustador ou infantil, essas personagens sempre causaram certo impacto. A lenda da bruxa má povoa nossa imaginação desde a infância em histórias como “João e Maria” e depois na vida adulta em filmes como “Suspiria”. A Netflix sabendo do interesse sobre o tema e na falta de produções atuais sobre o assunto, trouxe recentemente para seu catálogo a série francesa “Marianne” prometendo noites insones para o público. (mais…)

Continue lendo

Resenhas

SÉRIE: O Mundo Sombrio de Sabrina (2018)

Publicados

em

O Mundo Sombrio de Sabrina

[Por Jarmeson de Lima]

Ocultismo, bruxaria e paganismo em uma série para um público adolescente tem mais conteúdo macabro do que muito seriado com renome por aí. “O Mundo Sombrio de Sabrina” (Chilling Adventures of Sabrina) tem se revelado muito mais do que uma releitura da série de TV dos anos 90 que apresentava uma simpática feiticeira ajudando seus amigos com truques de mágica. (mais…)

Continue lendo

Trending