conecte-se conosco

Resenhas

RESENHA: Deep in the Darkness (2014)

Publicados

em

Deep-in-the-Darkness1

Por Geraldo de Fraga

Existem premissas que já foram usadas dezenas de vezes em filmes de horror, mas mesmo assim, nós, fãs desse gênero cinematográfico, nos agarramos na vã esperança de que algo interessante possa sair dali. Foi por isso que demos uma chance a Deep in the Darkness (2014), dirigido por Colin Theys, baseado em livro de Michael Laimo.

Na trama, o médico Michael Cayle (Sean Patrick Thomas) se muda para a pequena cidade de Ashborough, no interior do estado de New Hampshire, com a esposa e a filha pequena, em busca de paz e sossego. Lá, ele descobre que a comunidade cultiva uma relação de “amizade” com seres estranhos e que existe uma conspiração para que o jovem doutor faça parte dos hábitos dos moradores.

DeepInTheDarkness_03

Mesmo clichê, esse enredo, nas mãos certas, abre um leque para criar diversas situações interessantes. Mas Theys erra completamente a mão. O filme é uma sucessão de erros: personagens apresentados de formas superficiais, atuações cretinas e furos gigantescos no roteiro. Se algo pode se salvar nessa fita é a maquiagem.

Mas o pior estava por vir. Quando você descobre que o final guarda uma reviravolta, você percebe que foi justamente por isso que o filme foi tão ruim. O diretor se preocupou tanto em guardar tudo para a conclusão que cagou o filme todo só para esconder a “revelação brilhante” que estava por vir. E olhe que nem foi lá grande coisa.

Deep-Darkness-scene

Para tentar nos surpreender, Theys desperdiçou situações que poderiam render boas cenas e ainda sacrificou personagens interessantes. Bem… só quem saiu perdendo foi ele, que colocou em seu currículo um dos filmes mais descartáveis de 2014. Talvez o livro de Michael Laimo conte a história de uma maneira melhor.

Nota: 1,5

Direção: Colin Theys
Roteiro: John Doolan (baseado na obra de Michael Laimo)
Elenco: Dean Stockwell, Sean Patrick Thomas, Kristen Bush
Origem: EUA

[youtube=http://youtu.be/1siSfHFrrek]

Continue lendo
Clique para comentar

1 comentário

  1. Marcello Trigo

    22 de agosto de 2014 a 14:14

    Bom pra não ver então

  2. Eddie

    30 de setembro de 2014 a 17:39

    Nessa ultima foto, achei as criaturas bem parecidas com as ” Crianças Zumbi” do filme “A Maldição do Necroterio”. Pena que seja um filme ruim. Nem vou perder meu tempo.

  3. Eddie

    30 de setembro de 2014 a 17:39

    Nessa ultima foto, achei as criaturas bem parecidas com as ” Crianças Zumbi” do filme “A Maldição do Necroterio”. Pena que seja um filme ruim. Nem vou perder meu tempo.

  4. Não importa

    28 de março de 2016 a 23:37

    Filmee ruim pra caralhooo! Porra prefiro ver Bruna Surfistinha!! Até o Fofão da mais medo que sapoha!

  5. Não importa

    28 de março de 2016 a 23:37

    Filmee ruim pra caralhooo! Porra prefiro ver Bruna Surfistinha!! Até o Fofão da mais medo que sapoha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Resenhas

RESENHA: Contato Visceral (2019)

Publicados

em

Contato Visceral

Sinceramente, alguns títulos traduzidos da Netflix atrapalham mais do que ajudam na hora de decidir o que ver. Se não fosse alguns colegas falarem bem de “Wounds“, eu jamais chegaria perto de assistir o filme que está no catálogo de streaming com o nome de “Contato Visceral“.

Dirigido por Babak Anvari, o mesmo autor de “À Sombra do Medo” (Under The Shadow), esta produção com selo Netflix vai fisgar a atenção de quem curte um horror sobrenatural perturbador.

(mais…)

Continue lendo

Resenhas

SÉRIE: Marianne (2019)

Publicados

em

marianne
[Por Felipe Macedo]
Histórias de bruxas sempre fascinaram o público. Sejam elas voltadas pra algo mais assustador ou infantil, essas personagens sempre causaram certo impacto. A lenda da bruxa má povoa nossa imaginação desde a infância em histórias como “João e Maria” e depois na vida adulta em filmes como “Suspiria”. A Netflix sabendo do interesse sobre o tema e na falta de produções atuais sobre o assunto, trouxe recentemente para seu catálogo a série francesa “Marianne” prometendo noites insones para o público. (mais…)

Continue lendo

Resenhas

SÉRIE: O Mundo Sombrio de Sabrina (2018)

Publicados

em

O Mundo Sombrio de Sabrina

[Por Jarmeson de Lima]

Ocultismo, bruxaria e paganismo em uma série para um público adolescente tem mais conteúdo macabro do que muito seriado com renome por aí. “O Mundo Sombrio de Sabrina” (Chilling Adventures of Sabrina) tem se revelado muito mais do que uma releitura da série de TV dos anos 90 que apresentava uma simpática feiticeira ajudando seus amigos com truques de mágica. (mais…)

Continue lendo

Trending