conecte-se conosco

Eventos

EVENTO: Cineclube Toca o Terror (Nov/2014)

Publicados

em

petter_baiestorf_chupacabras

HOMENAGEM AO CINEASTA PETTER BAIESTORF
NO CINECLUBE TOCA O TERROR

Sessão no dia 22 de novembro vai contar com a presença do diretor catarinense para apresentar filmes e debater com o público

Ícone do underground e da transgressão no cinema brasileiro das últimas duas décadas, o catarinense Petter Baiestorf ganha uma sessão especial no Cineclube Toca o Terror neste mês de novembro. No dia 22 de novembro às 16h, o cineasta se fará presente no auditório do MAMAM – Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães para apresentar seu último longa “Zombio 2: Chimarrão Zombies” e bater um papo com o público.

Baiestorf é, provavelmente, o mais prolífico e mais conhecido realizador independente de sua geração no exploitation brasileiro. Em boa parte de suas produções, o catarinense usa e abusa de muito sexo, sangue e escatologia, elementos que garantem visibilidade nacional e internacional ao seu trabalho. O diretor já realizou mais de 100 curtas, médias e longas-metragens ‘gore’, experimentais, anárquicos e políticos incluindo “O Monstro Legume do Espaço” (1995), “Zombio” (1999), “Ninguém Deve Morrer” (2009) e “O Doce Avanço da Faca” (2010), todos disponíveis para serem vistos na Internet.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=RTbOCpNmH8A&w=420&h=315]

Com a idéia de editar seus próprios fanzines e fazer filmes de longa-metragem usando qualquer suporte para o registro das imagens, Baiestorf fundou a Canibal Filmes em 1992, desenvolvendo a estética do “Kanibaru Sinema”, com produções realizadas em qualquer formato com orçamento Zero. No ano de 2004, ele lançaria o “Manifesto Canibal” em livro numa parceria com o amigo Cesar ‘Coffin’ Souza, presença em quase todos as produções do cineasta. A publicação revela dicas e métodos para qualquer pessoa se aventurar na produção e distribuição do seu próprio filme de baixíssimo ou zero orçamento.

Baiestorf-zombio2_b

Em “Zombio 2: Chimarrão Zombies“, Baiestorf apresenta uma invasão de coloridos mortos-vivos melequentos em uma região rural do Oeste de Santa Catarina após a ingestão de uma erva-mate contaminada. Na trama, os zumbis são o menor dos problemas, uma vez que a fauna humana se revela em sua plenitude sádica e egoísta.

Cineclube – Aprovado pelo edital do Funcultura Audiovisual 2014, o Cineclube Toca o Terror é o primeiro cineclube do gênero no Recife com edições mensais com entrada gratuita ao público. O Cineclube Toca o Terror é um desdobramento do blog e podcast Toca o Terror, que comenta sobre publicações, filmes, seriados e HQs divulgando a produção nacional e internacional do gênero.

CINECLUBE TOCA O TERROR
Exibição de “Zombio 2: Chimarrão Zombies” e curtas de Petter Baiestorf
Bate-papo com o diretor após a sessão
Data:
Sábado – 22 de novembro – 16h
Local: Auditório do MAMAM – Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães – Rua da Aurora, 265, Boa Vista – Recife
Classificação indicativa: 16 anos
Entrada Gratuita
Mais informações: https://www.facebook.com/TocaOTerror

Continue lendo
Clique para comentar

1 comentário

  1. Pingback: LISTA: Dicas de Petter Baiestorf | Toca o Terror

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eventos

CAMPANHA: Canibal Filmes – Os Bastidores da Gorechanchada

Mais de 450 páginas sobre os bastidores de três décadas de produção constante de filmes gore experimentais e transgressores é o que promete o veterano diretor de SOVs (Shot On Video) Petter Baiestorf, sobre seu livro “Canibal Filmes – Os Bastidores da Gorechanchada”.

Publicados

em

Capa provisória

Capa provisória

Mais de 450 páginas sobre os bastidores de três décadas de produção constante de filmes gore experimentais e transgressores é o que promete o veterano diretor de SOVs (Shot On Video) Petter Baiestorf, sobre seu livro “Canibal Filmes – Os Bastidores da Gorechanchada“. (mais…)

Continue lendo

Eventos

EVENTO: MIS-SP celebra a Sexta-Feira 13 com Folk Horror (2020)

Publicados

em

Evento Folk Horror

Na primeira Sexta-feira 13 de 2020, o Museu da Imagem e do Som de São Paulo apresenta em março a sua tradicional mostra de filmes de terror durante a madrugada. Desta vez, a temática do evento é o folk horror, apresentando obras relacionadas ao horror e paganismo em áreas rurais e isoladas. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

SOBRE A MOSTRA – Cidades isoladas, tradições pagãs, rituais e possessões demoníacas são características presentes em um subgênero que se consolidou no final dos anos de 1960, em especial nos filmes britânicos de horror da época. Produções que exploravam as inquietações das pequenas cidades do interior e um passado rural que retorna através das tradições dessas pequenas localidades.

Nesta mostra de três filmes, “O Homem de Palha” (Dir. Robin Hardy, 1973) é o primeiro filme exibido na maratona. A produção é um dos marcos de consolidação do folk horror, ainda no início dos anos de 1970. Na sequência do evento, será exibido o longa americano Midsommar – O mal não espera a noite (2019) e o sul-coreano O Lamento (2016), duas produções cinematográficas recentes, e de diferentes culturas, que constroem suas narrativas através de características da produção de nicho.

PROGRAMAÇÃO

23h | O Homem de Palha (The Wicker Man)
Dir: Robin Hardy, 1973, Reino Unido – 16 anos
Após o desaparecimento de um jovem, o policial Neil Howie (Edward Woodward) chega na ilha de Summerisle, na Escócia, para investigar o desaparecimento. Logo ele descobre que os moradores não estão dispostos a colaborar com as investigações. Após ele conhecer um poderoso fazendeiro, o Lord Summerisle (Christopher Lee) a tensão aumenta ainda mais, já que o fazendeiro lidera uma estranha seita pagã.


01h | Midsommar – O mal não espera a noite (Midsommar)
Dir: Ari Aster, 2019, EUA – 18 anos
Dani (Florence Pugh) vai com o namorado Christian (Jack Reynor) e com amigos até a Suécia passar férias em um festival de verão do país. Mas, ao contrário do que imaginavam, eles não terão férias tranquilas, vão presenciar rituais bizarros de uma adoração pagã em um evento de raízes ancestrais.


03h50 | O Lamento (Gokseong)
Dir: Hong-ji Na, 2016, Coréia do Sul – 14 anos
Em um vilarejo pacifico assassinatos cruéis começam a ocorrer, cometidos pelos próprios moradores. As autoridades pensam que os moradores estão fora de si porque consumiram cogumelos venenosos. Mas, o inspetor da polícia Jong-Goo (Kwak Do-Won) acredita que a origem dos casos seja sobrenatural e que está ligada a chegada de um forasteiro ao vilarejo. Enquanto investiga o forasteiro, o inspetor percebe que sua filha pode ser vítima do ataque.

Continue lendo

Eventos

EVENTO: A Vingança dos Filmes B – Parte IX (Porto Alegre)

Publicados

em

A Vingança dos Filmes B

A Vingança dos Filmes B chega a sua nona edição acreditando no cinema de gênero como ferramenta de contestação e arma vital para a resistência cultural. Durante 10 dias serão exibidos na tela da Cinemateca Capitólio 23 longas e 30 curtas metragens dos mais variados gêneros, de documentários, passando pelo cinema de horror e ficção científica, pelo giallo e o western spaghetti, até comédias anárquicas e filmes de ação brutais. (mais…)

Continue lendo

Trending