conecte-se conosco

Resenhas

RESENHA: Preacher (1º episódio)

Publicados

em

Preacher-Poster
[Por Geraldo de Fraga]

Sempre que surgia a notícia de que Preacher seria adaptada, fosse para o cinema ou para a TV, a pergunta que se fazia era uma só: como levar uma história tão controversa ao grande público? Porque, por mais que algumas obras obtenham sucesso e visibilidade por conta da irreverência, colocá-la em um meio comercial é perigoso, pois os produtores não querem apenas os consumidores da obra original e sim novos adeptos.

preacher (1)

Afinal, a coisa precisa ser consumida em larga escala. Exemplo: ninguém faz um filme do Homem-Aranha só para quem lê os gibis do Homem-Aranha. Enfim, era óbvio que haveria mudanças na história, originalmente escrita Garth Ennis e desenhada por Steve Dillon, mas a torcida era para que não fossem tantas. Mas foram…

Nenhuma alteração feita na história melhorou em nada o texto original, mas pelo menos não estragou tudo, como acontece na maioria das vezes. Numa cidade do interior do Texas, o pastor Jesse Custer (Dominic Cooper) comanda uma igreja caindo aos pedaços, pouco frequentada e tem dúvidas se Deus realmente está ouvindo suas preces.

Diferente da HQ, vemos um Custer integrado à comunidade local. Enquanto isso, a entidade metade anjo, metade demônio conhecida como Gênesis foge do céu e vai para a Terra em busca de um hospedeiro. Eis que, em meio a sua crise de fé, nosso pastor é “possuído” por Gênesis, o que lhe confere o poder de fazer com que qualquer pessoa o obedeça.

Vários personagens que vão aparecendo pouco a pouco nos quadrinhos, já dão as caras logo nesse primeiro episódio, inclusive os dois principais parceiros de Custer: Cassidy (Joseph Gilgun) e Tulip O’Hare (Ruth Negga). Também estão lá o Cara de Cu (Ian Colletti) e seu pai Hugo Root (W. Earl Brown), xerife da cidade.

preacher-cassidy

Os produtores Seth Rogen e Evan Goldberg sempre se declararam fãs da HQ, mas nem toda paixão pode bater de frente com as caretices da AMC. Mesmo assim, a personalidade do trio de protagonistas foi mantida, pelo menos até então. Porém, o final do piloto não nos dá a certeza de que a série vai seguir o estilo roadie movie dos quadrinhos. E se Custer não colocar o pé na estrada, tem tudo para dar errado.

No mais, para quem não acompanha a HQ, a série vai agradar bem mais. Mesmo com uma história menos escrachada e com alguns clichês de TV, Preacher nos apresentou um episódio piloto com mais coisas legais do que defeitos e com boas doses de humor e violência. Vamos aguardar se a pegada será mantida, ou até mesmo melhorada.

Escala de tocância de terror:

Gosta de nosso trabalho? Então nos dê aquela forcinha contribuindo através do PicPay!

Continue lendo
Clique para comentar

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Resenhas

RESENHA: Operação Overlord (2018)

Publicados

em

Overlord

[Por Jarmeson de Lima]

Convenhamos que filmes de guerra e filmes de terror não são lá muito populares. Às vezes um ou outro fura a bolha de público e passam a ter sucesso, mas não é sempre que isso acontece. Assim sendo, imagine que “Operação Overlord” foi pensado para ser uma mistura de “O Resgate do Soldado Ryan” com “Resident Evil“. (mais…)

Gosta de nosso trabalho? Então nos dê aquela forcinha contribuindo através do PicPay!

Continue lendo

Resenhas

RESENHA: Verão de 84 (2018)

Publicados

em

Verão de 84

[Por Felipe Macêdo]

A nostalgia causada pelos anos 80 parece não ter fim e provavelmente vai render mais um bocado, dado o sucesso da série “Stranger Things” e filmes como “IT- A Coisa” (2017). “Verão de 84” bebe desse revival estético daquela década e procura sua identidade nesse meio, trazendo uma trama de mistério com elementos de terror. (mais…)

Gosta de nosso trabalho? Então nos dê aquela forcinha contribuindo através do PicPay!

Continue lendo

Resenhas

RESENHA: O Homem nas Trevas (2016)

Publicados

em

homemnastrevas_3

[Por Felipe Macedo e Jarmeson de Lima]

O diretor Fede Alvarez, retorna com seu novo trabalho, após ser descoberto pelo diretor Sam Raimi e juntos terem realizado o remake do clássico “Evil Dead – A Morte do Demônio“. O novo trabalho em questão é “O Homem nas Trevas” (Don’t Breathe), mais uma vez produzido pelo seu tutor hollywoodiano. O longa vem como desafio e servirá para provar se o diretor uruguaio seria realizador de um filme só ou se terá vida própria dentro da sétima arte. (mais…)

Gosta de nosso trabalho? Então nos dê aquela forcinha contribuindo através do PicPay!

Continue lendo

Trending