conecte-se conosco

Resenhas

RESENHA: Resident Evil 6 – O Capítulo Final (2017)

Publicados

em

resident-evil-capitulo-final

[Por Felipe Macedo]

Eis que a franquia “Resident Evil” chega ao seu sexto e suposto último filme, com a promessa de mais ação, terror e uma violência maior que os anteriores. A primeira dúvida que salta à mente é: Será que o longa entrega o que promete ou mais uma vez engana os fãs?

residentevil6_12-750x380

A história começa logo após os eventos do filme anterior (Resident Evil 5: Retribuição) de 2012, mostrando uma Alice solitária lidando com a devastação do mundo enquanto tenta sobreviver. Para sua surpresa, ela é contactada pela sua inimiga, a rainha vermelha que avisa que a humanidade tem 48 horas para não ser exterminada pelos planos do vilão e chefe da Umbrella. A heroína então parte para uma luta contra o tempo para salvar o que resta dos humanos, encontrando velhos amigos e inimigos no caminho. O dilema que persiste ao longo do filme é se ela deve realmente confiar na rainha vermelha ou se isso faz parte de algo maior.

O visual do longa está muito bacana e convence em passar a ideia de um mundo desolado e destruído pelas forças do mal. As cenas externas convencem realmente que aquele é um cenário real. Alice (Milla Jovovich) também funciona muito bem no papel de lobo solitário, mesmo que isso não dure muito.

resident-evil-o-capitulo-final
Vale falar bem do visual das criaturas. Até que convence e fica nítido o avanço dos efeitos especiais num primeiro terço do filme. Até louvamos a tentativa de voltar um pouco ao terror com momentos violentos e de susto, que claro, chegam por meio de jumps scares de 5 em 5 minutos.

Entretanto, não demora muito para o filme se render novamente à ação gratuita e mostrar Alice como a “badass” do pedaço entregando boas cenas de luta. Os vilões continuam canastrões, mas dentro da proposta do filme isso cabe perfeitamente. Espere vê-los usando frases de efeitos e exageros em suas maldades sem economizar nada. Em compensação, os demais personagens que não sejam a protagonista ou Claire (Ali Larter), não possuem 1% de desenvolvimento e outros nem nome possuem.
resident-milla11
O roteiro segue por todos caminhos possíveis do clichê e mesmo os momentos que poderiam ser surpreendentes foram mal trabalhados ou estragados pela própria Milla, através de spoilers nas redes sociais. Ainda assim, o filme diverte e consegue ser bem superior aos últimos dois filmes, entregando momentos divertidos e despretensiosos. Existem também momentos que homenageiam filmes como “Dia dos Mortos” de George A. Romero, mesmo que em versão beeem mais light.

Escala de tocância de terror:

Direção: Paul W. S. Anderson
Roteiro: Paul W. S. Anderson
Elenco: Milla Jovovich, Ali Larter, Ruby Rose e William Levy
Origem: EUA
Ano de lançamento: 2017

https://www.youtube.com/watch?v=U7hjiPn2fjA

* Filme visto na cabine de imprensa promovida pelo Espaço Z na sala IMAX do Shopping Recife

Continue lendo
4 Comentários

4 Comments

  1. leon s. Kenned

    18 de fevereiro de 2017 a 12:32

    nao participarei deste filme mas em compensacao a minha querida companeira claire redfeld participara

  2. sabrinasantosreinaldo

    3 de junho de 2017 a 19:36

    aciosa pra assiste esse filme

  3. Amaral Lugo

    22 de Maio de 2018 a 07:18

    Obrigado pelo post, é bom. Este filme é umo do meus preferidos me manteve tensa todo o momento, e um filme que tem que assisitr da programação da hbo tem uma boa história esta franquia, desde o começo ele te pega. No elenco vemos A Mila Jovovich uma excelente atriz do Hollywood que faz uma grande atuação neste filme. Realmente a recomendo.

  4. 007

    1 de abril de 2019 a 09:49

    e uma bosta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Resenhas

RESENHA: Ameaça Profunda (2020)

Publicados

em

Ameaça Profunda
[Por Felipe Macedo]
Alien” (1979) foi um divisor de águas no quesito de mesclar gêneros, nesse caso, ficção e horror. Sequências foram realizadas assim como cópias com qualidades que iam do mediano ao lixo total. E agora nesse inicio de década, surge “Ameaça Profunda” (Underwater), um filme com toda pinta do primo famoso, estrelado por Kristen Stewart e coincidentemente do mesmo estúdio. (mais…)

Continue lendo

Resenhas

SÉRIE: Dracula (2020)

Publicados

em


[Por Jarmeson de Lima]
Quando uma produção como “Dracula” é lançada, a nossa primeira preocupação é imaginar o quão fiel pode ser a adaptação da obra original. E no caso, estamos falando de um livro de Bram Stoker que serviu de inspiração para inúmeros filmes nos últimos 100 anos. Sendo assim, o que a dupla Mark Gatiss (Sherlock) e Stephen Moffat (Doctor Who) poderiam nos trazer de novo? Logo nos créditos, os dois deixam claro que esta minissérie da BBC e exibida na Netflix é “baseada” e não “adaptada” da obra original, o que nos faz crer que haja certas liberdades no roteiro sem a intenção de ser uma transcrição fiel da trama com o mesmo personagem que “ganhou vida” em 1897.
(mais…)

Continue lendo

Resenhas

RESENHA: O Farol (2019)

Publicados

em


[Por Rodrigo Rigaud]*
Após A Bruxa, difícil resistir a lançar holofotes sobre o novo longa de Robert Eggers – ainda o segundo de sua carreira. Para quem mergulhou no universo de isolamento, fanatismo, loucura e fantasia – um horror, de fato – de seu filme debut, O Farol (The Lighthouse) poderá soar como um naufrágio na potência de seu cinema. (mais…)

Continue lendo

Trending