conecte-se conosco

Resenhas

SÉRIE: O Nevoeiro (2017)

Publicados

em

[Por Geraldo de Fraga]

As obras de Stephen King já deram origens a vários clássicos do cinema e da TV, mas na última década, pouquíssima coisa usando algo escrito pelo “mestre do horror” foi feita de relevante. Uma dessas pérolas é O Nevoeiro (The Mist), produção de 2007, que conseguiu a façanha de agradar crítica e público. A série inspirada no filme, porém, não alcança a mesma qualidade.

Sob o comando do dinamarquês Christian Torpe, a história é parecida, mas não idêntica. Em uma pequena cidade americana, uma espessa neblina surge do nada e envolve todo o lugar, deixando os habitantes isolados e aterrorizados.

A principal diferença para obra anterior é que, enquanto no filme o nevoeiro servia de camuflagem para monstros de outra dimensão, na série ele é a própria ameaça, materializando os maiores medos dos moradores, além de causar alucinações e fazer pessoas e animais tornarem-se agressivos. Esse é a primeira decepção, já que todo mundo esperava que o enredo fosse se repetir.

A outra mudança, bem óbvia até, é que há outros núcleos e não apenas um, como no filme, onde a ação se passa inteiramente em um supermercado. A série começa com pessoas presas em um shopping center, uma igreja e uma delegacia. Em todos os arcos, fica evidenciado outro problema: a péssima qualidade do elenco, incluindo alguns dos protagonistas.

Morgan Spector interpreta Kevin Copeland, o herói da vez, que enfrenta uma crise familiar quando o nevoeiro toma conta da cidade. Sua atuação, no entanto, é péssima. Separado da esposa e da filha adolescente, que no momento passa por um trauma recente, ele tenta chegar até elas, encarando uma série de dificuldades e conhecendo gente nova no caminho.

As duas estão no shopping, núcleo em que a série se aproxima mais do filme, onde temos vários personagens e, por consequência, mais tensões. Infelizmente, o roteiro ruim não traz nada que engrandeça a trama, mesmo com algumas doses de violência. A personagem mais interessante e bem interpretada, está na igreja. A atuação de Frances Conroy como a fanática religiosa Nathalie é uma das poucas que se salvam.

O roteiro também tem problemas comuns a várias produções de TV: a falta de material para preencher os episódios. Sendo assim, a história se arrasta. Eles justificam que isso é para criar o clima de suspense, mas é mentira. Tem ainda algo pior: o velho personagem com amnésia, mais clichê impossível.

Para piorar, os efeitos especiais são a cereja do bolo, o que nos leva a crer que a opção por um nevoeiro diferente do filme seja por contenção de despesas. A season finale foi o melhor episódio, mas passar pelos outros nove até chegar nele foi um martírio. Não há notícias ainda de que a série tenha sido renovada para uma segunda temporada, o que evidencia que o sucesso não foi o esperado. O Nevoeiro acabou de entrar no catálogo da Netflix Brasil. Não indicamos.

Escala de tocância de terror:

https://www.youtube.com/watch?v=tNR7Ir3IUTs

Continue lendo
70 Comentários

70 Comments

  1. Laura romero

    27 de agosto de 2017 a 21:10

    Gente to muito chocada… pq eu amei a serie e ODIEI MAIS QUE TUDO O FILME… acho que ela tem seus pontos bons

    • David Lotffi

      29 de agosto de 2017 a 17:20

      Olha, ninguém é obrigado a gostar ou não de uma coisa. É sua opinião e ponto final. Mas eu fiquei besta com teu comentário de ter amado a série e odiado o filme 😮
      Enfim, opiniões…
      Mas tô chocado com essa declaração AHUAHUAHUAHUA…
      No mais, fico feliz que você tenha gostado da série.

      • Liz

        30 de agosto de 2017 a 20:10

        Concordo com a crítica! Decepcionante!

    • Wendy

      28 de setembro de 2017 a 15:03

      Vdd,e tipo a série foi literalmente cancelada tou com MT “ódio”,tava tão empolgada com a série tipo esperando a 2° temporada…. realmente ansiosa, tou MT bolada,pq a série foi MT melhor do que o filme e MT gente,na minha opinião é claro,Haaaaaaaaaa….

  2. Ana Souza

    28 de agosto de 2017 a 08:30

    Estou indo pro 3º episódio. Até então estou gostando, li o conto e assisti o filme.

    • Gustavo

      1 de setembro de 2017 a 18:15

      Eu assisti o 4 hoje, estou gostando bastante, vim parar aqui procurando saber se vai ter 2 temp. Ah, tambem gostei muito do filme, só detestei o final kkk

      • Yuri

        3 de setembro de 2017 a 14:31

        Vai continuar Ainda né, aquiele ”Eles Estão Alimentando Ele” Não foi o final né.. Tomares ! :/

      • Wendy

        28 de setembro de 2017 a 15:05

        Tipo, não vai ter

  3. Brenda Abreu

    28 de agosto de 2017 a 09:57

    Acho que a matéria está sendo muito tendenciosa. Particularmente gostei mais da série que do filme e achei que a interpretação dos atores foi muito boa, a serie é boa, tanto é que maratonei ela em um dia porque não aguentei pra ver o que ia acontecer… o problema é que a galera quer uma Broadway nas séries e não é bem assim e o brasileiro é chato.

    • José Gustavo

      29 de agosto de 2017 a 17:57

      Ao ler essa crítica eu fico feliz que tenha assistido a série antes de ter lido. O Problema dos críticos é se acharem o dono da verdade, mas enfim, a muito tempo que não paro para ler críticas antes de assistir alguma coisa, prefiro ler depois até porque algumas trazem informações úteis. Pior que tem gente quase que comparando a decepção com o péssimo death note com a dessa série. Eu, particularmente, não fui com uma expectativa alta e acabei me impressionando positivamente. A série não é perfeito, mas pera aí o filme também não é. As atuações são boas sim, principalmente levando em consideração que são atores desconhecidos. Queria o que? Daniel day Lewis..kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.A Maioria das séries que eu vi na NETFLIX são bem inferiores a essa. Respeito a sua opinião mas falar que a série não alcançou a mesma qualidade que o filme…. Deixe pra você essa opinião. Primeiro que o filme não tem nada demais, os atores são medianos, com exceção de um ou outro, talvez o ator que fez o filme justiceiro, e faz parte desse filme seja um dos destaques, o filme é muito mais monótono e o final é bem escroto kkkkkkkkkkk….Já a série te prende muito mais, e por ser uma série consegue trabalhar muito melhor cada personagem, as intrigas…enfim, Não é perfeita, é claro que não, mas muito longe de ser decepcionante.Uma das melhores séries de suspenses feita pela NETFLIX, já que a maioria delas são bem fraquinhas…

    • Luan Fonseca

      2 de setembro de 2017 a 16:59

      sério que vc achou boa as atuações?

  4. Elis Regina de Souza

    28 de agosto de 2017 a 11:06

    Eu amei a série…tomara que tenha a 2ª temporada

    • cris

      3 de setembro de 2017 a 19:27

      Amei tbm… e espero a segunda temporada

      • Wendy

        28 de setembro de 2017 a 15:06

        Cancelaram gente 😫

  5. Felipe Lemos

    28 de agosto de 2017 a 17:15

    Cara, achei essa postagem mais do que pretensiosa, vocês deveriam excluir. Sou fanático em séries de sucesso e já assisti diversas, então eu posso dizer que sou uma pessoa que sabe reconhecer uma trama de qualidade e outra que se arrasta. Isto está parecendo mais uma postagem de opinião pessoal de alguém que não gostou da série porque se decepcionou por não copiar o filme, coisa que na verdade é um ponto positivo, pois se quiser ver algo igual o filme, basta assistir ele de novo. Achei sim os atores meio fracos no início, mas depois é mais que aparente a evolução deles durante o seriado. E, no meio de toda a crise com o nevoeiro, eles conseguiram criar tramas interessantes que nos prendem não somente à sobrevivência deles, mas aos seus próprios segredos. Nunca em toda minha vida eu li uma resenha mais sem nexo e de opinião pouco profissional e fraca como essa. Parece que só assistiram o primeiro e o último episódio, e assistiram com pressa pra vir correndo fazer essa publicação.

  6. Carlos

    28 de agosto de 2017 a 17:39

    Assisti todos os episódios num único dia. No geral gostei. Achei que faltou carisma em alguns atores. Mas não chega a prejudicar a diversão. Concordo que a personagem louca da Igreja a melhor atuação. Tive vontade de cortar a sua cabeça ! Tinha que ser diferente do filme mesmo. Fica mais interessante. Que venha a segunda. Se não vir, que tenha um episódio para finalizar a história

  7. willian

    28 de agosto de 2017 a 17:54

    Nada a ver. essa sub avaliação tendenciosa quase me fez nao assistir a serie… É obvio que transformar um filme em série é um desafio por isso as cenas ae arrastam em alguns momentos … agora Falar que é ruim? Péssimo ? n rolou hein

  8. admsamer

    28 de agosto de 2017 a 18:10

    Eu discordo, a trama pode ter seus defeitos, mas é agradável de se assistir, merecia pelo menos 3 caveiras rs, vi todos os episódios nesse fim de semana, estou torcendo pra q tenha uma 2° temporada

  9. Luiz Leidiones

    28 de agosto de 2017 a 20:19

    ah, que porra de critica é essa, a serie é maravilhosa, e adorei por não se comparar com o original, a serie tem todo o enrendo onde o filme tem apenas uma situação, a serie tem situações problemas como por exemplo assedio sexual. RECOMENDO SIM!

  10. Fernando

    28 de agosto de 2017 a 21:56

    Que desgraça de crítica ruim, série muito boa.

  11. Queops Negronski

    28 de agosto de 2017 a 22:25

    Salve, Toca o Terror!
    Percebi que algumas pessoas não gostaram da série The Mist e aproveito o momento para mostrar-lhes a opinião de alguém diferente sobre o mesmo tema.
    Espero que gostem!

    “Por Queops Negronski*
    THE MIST, 2017
    O Nevoeiro é um conto de autoria de Stephen King que em 2007 foi transformado em bom filme por Frank Daranbont, que já tinha mostrado o devido respeito pela obra do escritor em À Espera de um Milagre (The Green Mile, 1999) e Um Sonho de Liberdade (The Shawshank Redemption, 1994). A história mostra a pequena cidade de Bridgeville, Maine (palco principal das histórias de King) invadida por uma densa neblina que cobre todo o lugar, revelando, além de monstros vindos de outra dimensão, monstros residentes conhecidos como humanos, resultando numa das melhores adaptações de uma obra do escritor pro cinema…então, em 2017, o canal Spike lança uma série de tv baseada no mesmo conto com temporada de dez episódios que são uma aula. Uma aula de como transformar uma premissa legal em algo deprimente. Se você assistiu ao filme e espera (re)ver os monstros aqui, es-que-ça, eles não aparecem, aviso logo. E com exceção de Frances Conroy, que deve ter se escondido de vergonha por alguns dias ao fim da primeira temporada, a série não tem atores/personagens carismáticos. E nem bons efeitos especias. Ou trilha. Ou nada. Aqui, a trama gira num círculo vicioso de grupos escondidos pela cidade esperando ajuda e imaginando o que está acontecendo e enquanto a ajuda não chega (lembra The Walking Dead, mas, consegue ser pior), os ânimos vão se exaltando e decisões extremas começam a ser tomadas, o problema, e que problema, é que o núcleo principal da trama é tão insosso que nem todas as especiarias do mundo lhes daria gosto e o mesmo serve pros outros núcleos e assuntos que hoje estão sendo discutidos seriamente pela sociedade como estupro, misoginia e preconceito contra pessoas LGBT, por exemplo, são esvaziados por conta do péssimo texto e atuações apresentadas. The Mist, a série, não diverte e nem empolga, o único ponto positivo dela é fazer com que o espectador/espectadora queira ver/rever o filme e ler/reler a história original, no mais, fuja, ou dê aquela trollada básica em gente chata que vive te pedindo dicas de filmes ou séries”.
    #themist #stephenking #christiantorpe #francesconroy #spike #sciencefiction #horror #tvseries

    *Publicado originalmente no Instragram @meufilmedodia.

  12. Talles Lampert

    28 de agosto de 2017 a 22:50

    Eu achei muito boa então espero que renovem logo

  13. Cleuton Moreira  (@Cleuton_Moreira)

    29 de agosto de 2017 a 07:16

    Gostei bastante da serie, porém achei uma queda a partir do episódio 8, na qual não teve mais aquele suspense e ficou com um surto nas pessoas, se revoltando contra a si.
    Achei que perdeu a essência do terror nos últimos episódios.
    Espero que na 2°Temporada não tenha os mesmos erros da 1°.

  14. David Stefano

    29 de agosto de 2017 a 08:34

    Eu achei a série ótima! ‘-‘

  15. Bruno Dantas

    29 de agosto de 2017 a 10:55

    Eu dou nota 7,5 pra série. Mas é uma nota boa, pra uma série que não teve muitos momentos em que eu disse “MEEEEEEEEEU DEEEEEEEEEUS , QUE DEMAIS! ” Foi covardia a morte de alguns personagens , mas fazer oq , nada tem final feliz. Eu recomendo. Eu gostei mto do filme, por se tratar de outra dimensão e talz, mas a série é assistivel , se existe essa palavra kkkk

  16. Giulio Domenico Di Sanzo

    29 de agosto de 2017 a 13:02

    A série é boa, a resenha ruim e tendenciosa, apenas isto, o fato de os efeitos especiais não serem lá essas coisas, não tira os méritos da produção que pra mim foi honesta.
    Espero que tenha uma segunda temporada!!!

  17. Bruno

    29 de agosto de 2017 a 14:13

    A serie é bem fraca em comparação ao filme que recomendo. Assisti 3 episodios e possivelmente vou ver mais alguns, contudo não agrada de se assitir se vc estiver esperando algo parecido com o filme. Assista com outro olha e veja se lhe agradam, por que em minha concepção é fraca e não vale o tempo

  18. Xikka

    29 de agosto de 2017 a 15:14

    Eu gostei do filme e da série … assisti a série freneticamente do começo ao fim. Assistem cada um tem seu gosto.

  19. Edson Batata

    29 de agosto de 2017 a 15:48

    Até concordo que a atuação do morgan spector foi péssima, mas tirando isso exageraram em tudo nessa crítica. A série é boa sim!
    Recomendo e aguardo a continuação.

  20. lorenaflosi

    29 de agosto de 2017 a 16:03

    Eu ADOREI. Me julguem.

  21. Paulo Jr

    30 de agosto de 2017 a 02:01

    Gosto e que nen c… Se fosse ruim eu não começaria e iria a te o final sem parar adorei a série é acompannho séries e meu gênero preferido e essa é muito boa

  22. Gerson Arruda

    30 de agosto de 2017 a 13:45

    A série está bem longe da qualidade do livro ou do filme de 2007. Por ser uma série, tiveram que colocar um monte de personagens com histórias paralelas, mas o problema é que as histórias são clichês ao extremo (garota que vai numa festa e é abusada pelo capitão do time, mulher “badass” que é instável pq tem problemas com drogas, policial covarde e sem escrúpulos, garoto gay que sofre bulling, professora que é demitida porque ensina educação sexual a adolescentes). Parece que pegaram TODOS os clichês de séries de drama e colocaram p/ encher lingüiça. Alguns atores estão vergonhosos de tão canastrões.

  23. Gus Van Sant

    31 de agosto de 2017 a 10:22

    Dificilmente terá uma segunda temporada. Uma das piores adaptações do Stephen King já feita até hoje! Chegou uma hora que já tava torcendo para o nevoeiro matar todo mundo e acabar logo com tudo!

  24. ana leticia

    31 de agosto de 2017 a 14:47

    Eu ameiiiiiu a serie muito mais que o filme!! Postagem sem nexo TOTAL.

  25. Ar-Bas

    1 de setembro de 2017 a 00:07

    Crítico só veem defeitos. Até onde não tem. A série é boa. Não é maravilhosa mas não é ruim. É boa. Assistam.

  26. Rui

    1 de setembro de 2017 a 01:28

    Salva-se apenas Frances Conroy, maravilhosa..de resto, pode jogar no mato…rs

  27. philipo

    1 de setembro de 2017 a 10:15

    é ruim por que todo mundo concorda

    que é arrastado tem muitos furos e personagem chatos.

    é arrastado por que demorar para acontecer coisas que revelão a trama princiaapal.

    muitos furos e coisas que nao fechão, levanta a bola faz e depois desfaz.

    personagem muito inocentes “parecem bobinhos”,
    … gente que fica louca mais bem comportada é chato…
    … estupro nunca decide se é verdade ou não fica sempre ali tentando tirar alguma empatia ou repusça do público com os personagem …
    … ate o pai, personagem pricipal, nunca assume de fato o comtrole da situação é o pior personagem possivel é o que é empurado pelos acontecimentos …

    O filme é bom por que apesar de ter um final prolemico é um final.
    A serie nao consegue explicar o nevoeiro nao tem regras claras.

  28. Isadora Terlizzi

    1 de setembro de 2017 a 15:51

    Gente eu amei essa série! Tô ansiosa para a segunda temporada.

  29. MauMau

    1 de setembro de 2017 a 19:28

    A série é muito boa, ruim e essa resenha mal feita sobre ela, super indico.

  30. handerson gleber (@HandersonGleber)

    1 de setembro de 2017 a 20:14

    Considerado a série um pouco fraca. ao menos abaixo das minhas expectativas. Tem muitos pontos mal feitos. Alguns personagens são mal elaborados demais, com atitudes muito estupidas e forçosas. Não sei dizer se tenho essa impressão em razão da má interpretação dos atores ou por falha no roteiro mesmo.

    Sobre o enredo “enrolar demais ” , não sei porque mas acho isso um pouco comum das adaptações do stephen king, afinal, os proprios livros possuem desenvolvimentos bastante lentos.

    Todavia, discordo da nota dada. 1(um) , é exagero. a série, é fraca, mas nem tanto. Há coisas melhores no netflix, mas não chega a tanto.

    • asddg

      3 de setembro de 2017 a 17:46

      foi isso que eu achei tbm, essa nota dizendo “não indico a serie” é algo muito radical. plmdds

  31. Filipe

    1 de setembro de 2017 a 22:47

    Ótima série, assisti em dois dias muito bom recomendo

  32. bruna ramos dos santos felix

    2 de setembro de 2017 a 21:23

    Assisti 2 episódios e odiei, não sabia que tinha filme vou assistir.

  33. Klenny

    3 de setembro de 2017 a 04:33

    Bom, vamos lá. Vou ver mesmo assim porque é um dos meus contos favoritos do King e eu realmente gostei do filme. Estou no segundo episódio e até agora está apenas ok. E não sou de desistir de séries ou filmes. Tolerei até Gipsy e consegui ver Death Note até o final.

  34. Berserk

    3 de setembro de 2017 a 12:15

    Gostei da série e to pouco me lixando com a opinião de outras pessoas.

  35. rafael19101993

    3 de setembro de 2017 a 14:06

    Bom saber antea de gastar meu precioso tempinho.

  36. asddg

    3 de setembro de 2017 a 17:45

    NÃO INDICAR uma série numa finalização de uma “resenha” é muito sem lógica. o seu gosto difere das outras pessoas, nem todos assistiram o filme ou muito menos leram o conto.

  37. cris

    3 de setembro de 2017 a 19:31

    Eu assinei recentemente a Netflix e meu marido achou essa serie por acaso e assistimos a 1 temporada em 2 dias, e estamos ansiosos pela continuação, o Adrien acho que é esse o nome, ele tbm tem uma atuação mto boa, me enganou até o 9 episódio!
    Recomendo!!!

  38. Melysugar

    3 de setembro de 2017 a 21:44

    Nossa, quanto hate, eu gostei muito da serie e espero que não cancelem antes de uma segunda temporada. Eu indicaria sim, melhor que muuuitas series da netflix, o filme também é bom mas se a série fosse SÓ num supermercado seria massante. Quanto a terror? Tem terror sim, mas é mais uma série de suspense que tudo. Fico triste esse ser o primeiro link na tela de pesquisa do google, porque se não lerem os comentários realmente vão achar a série péssima, o que não é.

  39. Steffany

    4 de setembro de 2017 a 02:36

    Amei a serie a opiniões de criticos em relaçao ao q eu gosto nao influencia em bosta nenhuma parabens a quem elogiou e quem nao gostou ou faz uma obra melhor ou aceita o sucesso que essa serie vai ser❤❤❤❤aceita doi menos

  40. Pingback: RESENHA: IT – A Coisa (2017) | Toca o Terror

  41. Carmem Silva

    6 de setembro de 2017 a 16:26

    Gostei muito da série, pena que teve poucos episódios.

  42. dan

    13 de setembro de 2017 a 12:01

    O filme é fantástico, já a serie um tedio, parei no 3 ep

  43. Barbara Sirlene

    14 de setembro de 2017 a 05:07

    Série mais bosta e doente que ja vi

  44. Pingback: RESENHA: IT, A coisa (2017) | Blog do Guttão

  45. Jorge Luiz Filho

    17 de setembro de 2017 a 15:39

    Opinião de quem assistiu todos os episódios em 2 dias.

    Achei muito boa. Por sinal, quando começa a segunda temporada? Fiquei bem curioso em saber o que causa o nevoeiro. O Final foi Bom demais.

    Deixar de assistir por causa de uma opinião é complicado. Ele deu a dele e pronto. Recomendo a Série!!!

  46. Crítico Chato

    17 de setembro de 2017 a 16:11

    Discordo dessa crítica! Acho o conto adaptado para a série muuuuuuito melhor que o filme!
    O filme tem o pior final que já vi! A desgraça tomada como conclusão foi idiota.

  47. Ricardo Rinaldo

    18 de setembro de 2017 a 16:26

    muito bom !!!!!!!!!!!! pena que so tem a 1a temporada!!!! nao gosto disso, tinha que ter mais temporadas quando é bom

  48. Eduardo

    21 de setembro de 2017 a 11:52

    Que série ruim!!! As situações são todas forçadas. Um exemplo: Já no início, no shopping, decidem sortear alguém p entrar numa sala tomada pelo nevoeiro, em meio a um monte de caras disponíveis ali pra isso (entre eles os seguranças do shopping!), sortearam a personagem da mãe pra isso! E ninguém contestou. Sério? O nevoeiro mal atinge a cidade e todos os homens viram uns covardões cretinos. As pessoas começam a se matar depois de ficarem só uns dias confinadas!? No filme isso acontecia gradualmente, conforme a situação ia se complicando. Aqui não, é tudo feito às pressas, mal explicado, mal desenvolvido. Os personagens são chatos demais, não dá pra se importar com nenhum deles, ainda mais sendo interpretados por atores tão fracos, exceção da Frances Conroy. O filme e o conto são ótimos! Essa série é coisa de amador!

  49. IVAN

    24 de setembro de 2017 a 12:56

    respeito a opinião de todos. eu, particularmente, to gostando. alguns pontas soltas aqui, outra ali. estou me divertindo. ah, eu gostei também do final do filme, de 2007. encerra a questão de forma trágica, como trágicos são as histórias de luta, redenção, afirmação e morte. o fim do conto deixa em aberto, e também gosto dele. no mais, gosto da porra toda. todos me entreteram. sem fazer julgamento de valores nem hierarquizando as formas de experessão artística.

  50. Geraldo de Fraga (@geraldodefraga)

    28 de setembro de 2017 a 01:33

    Olá. Aqui é o autor da resenha. O crítico que não entendeu a genialidade da série e recebeu um monte de porrada nessa área de comentários. Pois bem. Vim aqui só deixar essa notícia. #paz

    https://omelete.uol.com.br/series-tv/noticia/o-nevoeiro-serie-de-tv-e-cancelada-apos-uma-temporada/

  51. Eliandro Ferreira

    12 de outubro de 2017 a 18:22

    não concordo com a critica, eu gostei da serie e do filme tbm, estava até esperando a 2° t mas recebi a decepcionante noticia de q a serie foi cancelada, e tbm discordo sobre a atuação dos atore pra mim a atuação da velha foi horrivel!!

    • alysha

      14 de abril de 2018 a 15:27

      Eu gostei MUITO , ate vou assisitir novamente e sobre a atuaçao da senhora na igreja eu gostei , ate chorei com suas sabias palavras e experiencias do que estava acontecendo para mim depois de `the walking dead” e “slasher” é a 3 serie que eu mas gosto ..estou triste !!!

  52. Pingback: RESENHA: 1922 (2017) | Toca o Terror

  53. carolbueno420

    25 de outubro de 2017 a 18:23

    Olá fiz algumas resenhas sobre séries, já estou seguindo vc, me segue lá TB

  54. Pingback: RESENHA: IT – A Coisa (2017) – Título do site

  55. Emilie

    16 de dezembro de 2017 a 19:37

    A crítica conseguiu transmitir exatamente tudo que eu achava. Mas uma coisa posso afirmar, essa série conseguiu estragar de uma forma incrível um dos meus contos favoritos de Stephen King.

  56. Pingback: RETROSPECTIVA: Melhores e Piores Filmes de 2017 | Toca o Terror

  57. Pingback: DVD: Stephen King – Contos de Terror (DVD Duplo) | Toca o Terror

  58. taynara nascimento

    22 de Maio de 2018 a 02:48

    gostei muito da serie ,gostaria se tivesse a 2 temporada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Resenhas

RESENHA: O Farol (2019)

Publicados

em


[Por Rodrigo Rigaud]*
Após A Bruxa, difícil resistir a lançar holofotes sobre o novo longa de Robert Eggers – ainda o segundo de sua carreira. Para quem mergulhou no universo de isolamento, fanatismo, loucura e fantasia – um horror, de fato – de seu filme debut, O Farol (The Lighthouse) poderá soar como um naufrágio na potência de seu cinema. (mais…)

Continue lendo

Resenhas

RESENHA: Contato Visceral (2019)

Publicados

em

Contato Visceral

Sinceramente, alguns títulos traduzidos da Netflix atrapalham mais do que ajudam na hora de decidir o que ver. Se não fosse alguns colegas falarem bem de “Wounds“, eu jamais chegaria perto de assistir o filme que está no catálogo de streaming com o nome de “Contato Visceral“.

Dirigido por Babak Anvari, o mesmo autor de “À Sombra do Medo” (Under The Shadow), esta produção com selo Netflix vai fisgar a atenção de quem curte um horror sobrenatural perturbador.

(mais…)

Continue lendo

Resenhas

SÉRIE: Marianne (2019)

Publicados

em

marianne
[Por Felipe Macedo]

Histórias de bruxas sempre fascinaram o público. Sejam elas voltadas pra algo mais assustador ou infantil, essas personagens sempre causaram certo impacto. A lenda da bruxa má povoa nossa imaginação desde a infância em histórias como “João e Maria” e depois na vida adulta em filmes como “ Suspiria ”.

A Netflix sabendo do interesse sobre o tema e na falta de produções atuais sobre o assunto, trouxe recentemente para seu catálogo a série francesa “Marianne” prometendo noites insones para o público. A trama acompanha Emma, uma jovem escritora de bastante sucesso devido a uma série de livros onde a bruxa Marianne, literalmente toca o terror. Forçada a voltar para a cidade de Eden, uma pequena cidade costeira na França, lá ela descobre que sua personagem é real e está a procura de algo. Agora cabe a Emma e seus amigos de infância colocarem um fim no reinado de terror de Marianne.

Bem, qualquer semelhança com algumas historias de Stephen King não é mera coincidência. É notável a influência do autor em toda a história. O clima soturno e uma criatura realmente maligna norteiam a trama com alguns momentos cabulosos. Pena que isso não dure muitos episódios. Apesar de ter bastantes clichês do gênero, no começo a série me prendeu e logo em seguida me fez revirar os olhos diversas vezes. A tentativa de humor, no entanto, é totalmente descabida, sem agradar em nenhum momento gerando até irritação em uma quebra de clima.


O formato de série não ajudou no desenvolvimento dos demais personagens. Tirando Emma e Marianne, os outros são apenas estereótipos de filmes de terror. Pra piorar não são carismáticos e a medida que somem ou morrem na história, isso não acarreta peso algum. E isso é um grande problema no roteiro. A falta de consequências em situações que deveriam repercutir são esquecidas rapidamente. Num filme, isso é compreensível pela questão do tempo, mas numa série? Parece preguiça mesmo.

O número de episódios também poderia ter sido reduzido para no máximo uns seis. Tanto é que no meio da temporada temos muita encheção de linguiça. No fim, “Marianne” tem uma premissa boa, uma vilã realmente aterradora, mas os jumpscares em desmasia e a tentativa a todo custo de parecer um enlatado americano tiram muito de sua graça.

Escala de tocância de terror:

Criador: Samuel Bodin
Elenco: Victorie Du Bois, Lucie Boujenah, Alban Lenoir e outros
País de origem: França
Ano de lançamento: 2019

Continue lendo

Trending