conecte-se conosco

Dicas

DICA DA SEMANA: “O Cadáver Desaparecido” (1942)

Publicados

em

[Por Osvaldo Neto]

Você tem menos de uma hora e meia para assistir a um filme e quer simplesmente se divertir? Nesse sentido, não há como se desapontar com os ‘quickies‘ que Bela Lugosi fez nos anos 40. O ator que encarnou um dos Dráculas mais memoráveis do cinema se viu envolvido com o estúdio Monogram, uma máquina de fazer filmes B, quando sua carreira estava em franca decadência. Bons e velhos tempos do ‘Poverty Row‘.

O CADÁVER DESAPARECIDO (The Corpse Vanishes), também conhecido com o título RAPTOR DE NOIVAS, é o 4º dos 9 filmes que o ícone do horror estrelou para a Monogram. Lugosi faz aqui mais outro cientista louco e, para variar, ele está sensacional.

Na trama, jovens noivas desfalecem durante suas cerimônias de casamento, aparentemente mortas. Como se isso não fosse estranho o bastante, os seus corpos também desaparecem. Os policiais, obviamente, são um bando de trouxas que não encontram pistas e nem sabem o que fazer.

É quando a repórter Patricia Hunter (Luana Walters) dá uma investigada aqui e ali e já segue rumo à sinistra mansão do igualmente sinistro Dr. Lorenz (Lugosi, quem mais seria?) em companhia do Dr. Foster (Tristam Coffin). Lorenz mora com sua esposa, a megera Condessa Lorenz (Elisabeth Russel) e os criados, uma velha (Minerva Urecal) e seus dois filhos (o ex-boxeador Frank Moran e o anão Angelo Rossitto, de FREAKS). Se você pensou que esse povo todo também era sinistro, acertou.

Não há mistério para o espectador que sabe desde o início que o Dr. Lorenz e sua turminha do barulho são os responsáveis pelo sumiço das noivas. Mas e o motivo de tudo? Hum… assistam.

Mesmo com apenas 1h05 de duração, O CADÁVER DESAPARECIDO demora um pouco para engrenar mas o filme do pau pra toda obra Wallace Fox – que fez outros seis no mesmo ano – até que tem alguma atmosfera e uma boa dose de humor intencional (e não intencional também). Ele também não nos poupa dos clichês de filmes de mansão macabra, de portas batendo, de diálogos e situações ridículas, mas tudo isso faz parte da graça e do charme que fazem esses pequenos filmes B de matinê sobreviverem ao curso do tempo.

O filme encontra-se em domínio público e pode ser assistido com legendas em português através do YouTube.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dicas

DICA DA SEMANA: Alligator – O Jacaré Gigante (1980)

Publicados

em

Alligator

Um dos prazeres de todos nós que fazemos a coluna Dica da Semana é correr atrás de pérolas subestimadas dignas daquela boa e velha revisão. Não deve fazer menos de 20 anos que, por exemplo, o filme de hoje foi exibido na TV aberta pela última vez. (mais…)

Continue lendo

Dicas

LISTA: Top 20 – Melhores filmes da década (2010-2019)

Publicados

em


Neste final de ano, nossa retrospectiva será diferente. Como se aproxima uma nova década, estamos agora compilando os melhores filmes de terror lançado nos últimos 10 anos. Os integrantes da equipe do Toca o Terror escolheram em votação individual os seus preferidos por ano e aqui chegamos a esta lista com as 20 obras mais importantes do estilo que apreciamos. (mais…)

Continue lendo

Dicas

LISTA: 7 Filmes estrangeiros de terror

Publicados

em

Filmes Estrangeiros

Atendendo ao pedido do diretor Bong Joon-ho para que as barreiras das legendas sejam superadas, apresentamos aqui sete filmes estrangeiros de terror (aliás… filmes que não são falados em inglês) e que estão disponíveis no catálogo dos principais serviços de streaming no Brasil. (mais…)

Continue lendo

Trending