conecte-se conosco

Resenhas

RESENHA: Hostile (2017)

Publicados

em

[Por Felipe Macedo]

Um problema muito recorrente para um fã de terror que namora é a incompatibilidade de gostos com sua parceira(o). A verdade é que é raro quando ambos gostam de ver um sanguinho ou uma assombração em tela. Quando um quer ver comédia, outro tá afim de ação. Drama ao invés de terror e por aí vai…

A melhor opção no caso, é ver filmes com gêneros cinematográficos híbridos. Misturar romance dramático com terror não é algo visto com frequência, mas isso é o que acontece em Hostile, dirigido pelo estreante Mathieu Turi e produzido por Xavier Gens, diretor de filmes como Frontier(s) e The Divide.

Na trama, acompanhamos a durona Juliette, uma jovem mulher que teve que se adaptar aos novos tempos. O mundo mudou e agora é uma sombra do que foi. Cidades são evitadas. A morte está por todos os cantos e o deserto parece tomar conta desse planeta morto e recheado de criaturas humanoides e famintas por carne humana.

Voltando de uma missão, a mulher sofre um grave acidente de carro e fica bastante ferida. Perdida no meio do nada e sem comunicação ela fica com uma criatura em seu encalço. Nesse meio tempo, a narrativa é costurada com flashbacks que contam a vida da personagem antes da catástrofe.

O uso de flashbacks tem a função de dar mais profundidade à personagem, além de dar um respiro na tensão. Ainda assim, não é todo tempo que esse efeito funciona. Dividido entre fazer um drama ou um terror, o diretor fica no meio termo e a impressão que fica era que deveria ter escolhido um desses gêneros e ter feito algo melhor. A vida da personagem no passado é no maior estilo filme de Julia Roberts e não é difícil de notar várias similaridades com “Uma Linda Mulher” com uma pegada mais carregada no drama.

As partes de horror não são ruins, mas também não trazem nada de novo. É até possível prever certos acontecimentos. Existem momentos gore, mas o foco é construção de tensão, que é constantemente quebradas com as idas e vindas de tempo.

O filme é ruim? Não, definitivamente não. Os atores não são maravilhosos, mas conseguem imprimir carisma e fazer com que tenhamos empatia com eles. Enfim, esse seria uma boa pedida para um date movie embora seja esquecível depois de um tempo.

Escala de tocância de terror:

Diretor: Mathieu Turi
Roteiro: Mathieu Turi
Elenco: Brittany Ashworth, Grégory Fitoussi, Javier Botet, entre outros
País de origem: França
Ano de lançamento: 2017

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Resenhas

RESENHA: Contato Visceral (2019)

Publicados

em

Contato Visceral

Sinceramente, alguns títulos traduzidos da Netflix atrapalham mais do que ajudam na hora de decidir o que ver. Se não fosse alguns colegas falarem bem de “Wounds“, eu jamais chegaria perto de assistir o filme que está no catálogo de streaming com o nome de “Contato Visceral“.

Dirigido por Babak Anvari, o mesmo autor de “À Sombra do Medo” (Under The Shadow), esta produção com selo Netflix vai fisgar a atenção de quem curte um horror sobrenatural perturbador.

(mais…)

Continue lendo

Resenhas

SÉRIE: Marianne (2019)

Publicados

em

marianne
[Por Felipe Macedo]
Histórias de bruxas sempre fascinaram o público. Sejam elas voltadas pra algo mais assustador ou infantil, essas personagens sempre causaram certo impacto. A lenda da bruxa má povoa nossa imaginação desde a infância em histórias como “João e Maria” e depois na vida adulta em filmes como “Suspiria”. A Netflix sabendo do interesse sobre o tema e na falta de produções atuais sobre o assunto, trouxe recentemente para seu catálogo a série francesa “Marianne” prometendo noites insones para o público. (mais…)

Continue lendo

Resenhas

SÉRIE: O Mundo Sombrio de Sabrina (2018)

Publicados

em

O Mundo Sombrio de Sabrina

[Por Jarmeson de Lima]

Ocultismo, bruxaria e paganismo em uma série para um público adolescente tem mais conteúdo macabro do que muito seriado com renome por aí. “O Mundo Sombrio de Sabrina” (Chilling Adventures of Sabrina) tem se revelado muito mais do que uma releitura da série de TV dos anos 90 que apresentava uma simpática feiticeira ajudando seus amigos com truques de mágica. (mais…)

Continue lendo

Trending