conecte-se conosco

Dicas

DICA DA SEMANA: La Cabina (1972)

Publicados

em

[Por Jota Bosco]

Minha dica de hoje, para dar uma variada, é um curta metragem que vez por outra volta a frequentar as timelines das redes sociais e sempre que aparece, gera muitos comentários como “Nossa! Isso é muito Black Mirror!” Verdade. É tão mas tão Black Mirror que o roteirista e produtor Charlie Brooker, o cita como influência para a criação de sua série: “É a história de um sujeito que fica preso numa cabine telefônica. Aquele curta me impressionou muito e me deu muito medo. Não conseguia acreditar que estava vendo algo tão doentio. De certo modo, queria captar e mostrar as sensações que aquilo produziu em mim.”

La Cabina” é dirigido pelo espanhol Antonio Mercero, com roteiro do próprio diretor em parceria com José Luis Garci (“A Força do Diabo“, de Jorge Grau). Foi ao ar pela primeira vez em 13 de dezembro de 1972 na Televisión Española e foi vencedor do International Emmy Awards na categoria ficção em 1973.

Os mais jovens podem não lembrar, mas até um passado bem recente, antes da chegada dos aparelhos celulares, existiam telefones públicos e na Europa e EUA eram bem comum o uso desses aparelhos em cabines telefônicas. E é numa dessas cabines que se passará nossa história.

Em um dia como outro qualquer, após se despedir do filho, um homem resolve fazer uma chamada telefônica e ao perceber que o aparelho que queria usar não funciona, tenta sair do cubículo e percebe que está trancado. A partir daí, sua tentativa frustrada de se libertar vira piada de uns, preocupação de outros e vai se tornando cada vez mais angustiante até culminar numa terrível resolução.

Duas coisas que me fazem recomendar essa pequena obra prima são: mostrar que o preconceito com “filme feito para a TV” é uma grande besteira e principalmente pelo fato de que mesmo sendo uma sensacional metáfora para a ausência de liberdade que era viver sob a ditadura de Franco, não foi censurado.

O curta está disponível no Youtube e no Vimeo.

Simpático de corpo™Vimeo: https://vimeo.com/jotabosco/Youtube: https://www.youtube.com/user/sonicbosco/videos

Continue lendo
2 Comentários

2 Comments

  1. Carlos

    27 de setembro de 2018 a 12:39

    Valeu a recomendação!
    Muito bom!

  2. Luiz

    28 de setembro de 2018 a 08:37

    Acho muito mais interessante quando o site descobre essas pérolas do que quando fica gastando artigos para falar mal de filmes ruins que já foram comentados em outros site. Isso aí!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dicas

DICA DA SEMANA: Piquenique na Montanha Misteriosa (1975)

Publicados

em

Piquenique na Montanha Misteriosa

Ah, a Austrália…. Nunca fui, mas gosto de muitos longas que se passam lá: Mad Max, O Corte da Navalha, Pelos Caminhos do Inferno, Wolf Creek, Morte Súbita. Porém, o filme que indicarei hoje não tem 0,1% da violência desses que eu falei, mas não deixa de ser um belo exemplar do cinema de horror da terra dos cangurus.

Piquenique na Montanha Misteriosa (Picnic at Hanging Rock, 1975) é um dos primeiros trabalhos do diretor Peter Weir em sua terra natal. Depois ele partiu para os EUA, onde dirigiu grandes produções como O Show de Truman, A Testemunha e Sociedade dos Poetas Mortos e colecionou indicações ao Oscar.

O roteiro de Cliff Green, baseado no livro de Joan Lindsay, conta a história de um grupo de jovens estudantes de um colégio para moças que, em 14 de fevereiro de 1900, partiram para uma excursão a Hanging Rock, um conjunto de montanhas que tinha a má fama de ser um local onde coisas esquisitas acontecem. E, claro, acontecem no filme também. Três meninas e uma professora somem durante o passeio.

A partir daí, um clima de histeria coletiva toma conta da cidade e do colégio. Mas, como citado acima, não veremos um pingo de sangue nos momentos de tensão. O filme de Peter Weir tem uma forte pegada de conto de fadas e faz muitas referências a sonhos. Além disso, o diretor explora com perfeição a paisagem inóspita da Austrália, que era praticamente intocada, no início do século passado.

Não precisa dizer que Piquenique na Montanha Misteriosa é o que se costuma chamar de “lento”, mas se você curte fugir um pouco do banho de sangue e entrar de cabeça em produções mais “viajadas”, a dica está dada. Tem no YouTube, mas sem legendas.

Continue lendo

Dicas

DICA DA SEMANA: Pequeno Demônio (2017)

Publicados

em

Pequeno Demônio

[Por Felipe Macedo]

Filmes com crianças diabólicas estão entre nós há muito tempo, tendo como principal exemplo o clássico “A Profecia”. E como o cinema vez ou outra mostra crianças como monstros capazes de terríveis atrocidades, “Pequeno Demônio” (Little Evil), filme original da Netflix é o novo exemplo deste sub-gênero. Quer dizer… mais ou menos. Aqui o tom não é de terror e sim de comédia que satiriza esse filão de forma bacana. (mais…)

Continue lendo

Dicas

DICA DA SEMANA: Tokyo Zombie (2005)

Publicados

em

Tokyo Zombie

[Por Jarmeson de Lima]

Pense num filme esculhambado (no bom sentido) e você vai chegar perto do que é Tokyo Zombie, produção de 2005 e que poderá ser vista por você ao alcance de um click na Amazon Prime. Produto da mente insana de Sakichi Satô e baseado num mangá de mesmo nome, o filme apresenta o ataque de mortos vivos (advinha onde?)… em Tokyo! (mais…)

Continue lendo

Trending