conecte-se conosco

Resenhas

RESENHA: Diário de Horrores (2017)

Publicados

em

Diário de Horrores

[Por Felipe Macedo]

Outubro é conhecido como o mês do terror por conta do Halloween, vulgo “Dia das Bruxas”. Sabendo disso, produtoras inundam cinemas, Tv, games e outras mídias de conteúdo desse tipo. Com Michael Myers de volta aos cinemas, a Netflix soltou uma chuva de filmes e séries do gênero, incluindo aqui “Diario de Horrores” (Creeped Out), produção da BBC e adquirida para distribuição mundial pela gigante do streaming.

Séries de antologia estão na moda, porém a proposta de “Diario de Horrores” se aproxima mais de outra série clássica, mais precisamente “Contos da Cripta”. O diferencial neste caso é o público-alvo que são crianças e jovens a partir de 10 anos meio como era o seriado “Goosebumps”.

As similaridades com a antiga série da HBO não param só no formato antológico. Temos aqui também um personagem que faz a ligação e que de certa forma apresenta as histórias. Nosso apresentador agora toma a forma de uma criança mascarada (seria mesmo uma?) que é chamada de Curioso, sempre aparecendo no início e no fim de cada episódio.

A temporada possui 13 episódios que são mostrados como contos de fantasia e terror, dando mais espaço para esse primeiro. As histórias são curtas e duram em média 25 minutos. Em cada história povoam em sua duração fantasmas, maldições, demônios e outras coisinhas. Como já dito antes, a série é para crianças. Ou seja, não espere gore ou aberrações monstruosas. O negócio aqui é mais sugerido e serve principalmente como porta de entrada ao gênero.

Como é de se esperar, o resultado é um tanto irregular. Existem contos bons e outros nem tanto, mas o resultado final de “Diário de Horrores” é satisfatório. A diversão aqui é a palavra de ordem e teve em mim até certo valor nostálgico. A criança que ainda tenho em mim gostou do resultado.

Escala de tocância de terror:

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Resenhas

RESENHA: Ameaça Profunda (2020)

Publicados

em

Ameaça Profunda
[Por Felipe Macedo]
Alien” (1979) foi um divisor de águas no quesito de mesclar gêneros, nesse caso, ficção e horror. Sequências foram realizadas assim como cópias com qualidades que iam do mediano ao lixo total. E agora nesse inicio de década, surge “Ameaça Profunda” (Underwater), um filme com toda pinta do primo famoso, estrelado por Kristen Stewart e coincidentemente do mesmo estúdio. (mais…)

Continue lendo

Resenhas

SÉRIE: Dracula (2020)

Publicados

em


[Por Jarmeson de Lima]
Quando uma produção como “Dracula” é lançada, a nossa primeira preocupação é imaginar o quão fiel pode ser a adaptação da obra original. E no caso, estamos falando de um livro de Bram Stoker que serviu de inspiração para inúmeros filmes nos últimos 100 anos. Sendo assim, o que a dupla Mark Gatiss (Sherlock) e Stephen Moffat (Doctor Who) poderiam nos trazer de novo? Logo nos créditos, os dois deixam claro que esta minissérie da BBC e exibida na Netflix é “baseada” e não “adaptada” da obra original, o que nos faz crer que haja certas liberdades no roteiro sem a intenção de ser uma transcrição fiel da trama com o mesmo personagem que “ganhou vida” em 1897.
(mais…)

Continue lendo

Resenhas

RESENHA: O Farol (2019)

Publicados

em


[Por Rodrigo Rigaud]*
Após A Bruxa, difícil resistir a lançar holofotes sobre o novo longa de Robert Eggers – ainda o segundo de sua carreira. Para quem mergulhou no universo de isolamento, fanatismo, loucura e fantasia – um horror, de fato – de seu filme debut, O Farol (The Lighthouse) poderá soar como um naufrágio na potência de seu cinema. (mais…)

Continue lendo

Trending