conecte-se conosco

Resenhas

RESENHA: One Cut of The Dead (2018)

Publicados

em

One Cut of The Dead
[Por Jarmeson de Lima]
A premissa aqui é maravilhosa. Um filme japonês de zumbis com um plano sequência sem cortes! Estrelando: um diretor alucinado, uma equipe inexperiente e um elenco amador. Não podia ser melhor, certo? Sendo que não é beeeem assim.

Assim que você dá o play em “Plano Sequência dos Mortos” (One Cut of the Dead) somos brindados com essa tão falada longa tomada com o que seria uma produção de terror de baixo orçamento. No filme dentro do filme, uma invasão zumbi ocorre em paralelo a essa gravação atacando os atores e os técnicos.
Por pouco mais de meia hora, vemos essa sequência ocorrer da maneira mais bizarra e improvável possível, assim como acontece com a maioria dos longas de terror que vem da Terra do Sol Nascente. Daí o momento found-footage termina e é revelada uma surpresa após os créditos que faz com que ele se torne ainda mais inusitado! Mas é aqui que paro de falar da história do filme pra não dar spoiler.

Com uma produção real de oito dias com um custo irrisório de 25 mil dólares, o longa faturou só nesse boca a boca virtual cerca de 25 milhões viralizando a tal ponto de já estar disponível em canais de streaming mundo afora e até em catálogo de filmes em vôos internacionais.
Uma coisa é certa, em uma época em que estamos tão saturados de filmes de zumbis, “Plano-Sequência dos Mortos” funciona bem e nos traz um roteiro criativo. Pode também parecer batido brincar com metalinguagem, mas também assim ele se garante apesar de umas forçadinhas de barra aqui e ali.

Pra quem é nostálgico pelos SOVs (Shot on Video), a segunda metade do longa é um deleite que apresenta tudo o que pode e não pode rolar num filme de terror. Sangue, atuação cretina e risadas estão garantidas.

Escala de tocância de terror:

Diretor: Shin’ichirô Ueda
Roteiro: Shin’ichirô Ueda (screenplay)
Elenco: Takayuki Hamatsu, Yuzuki Akiyama, Harumi Shuhama
Ano de produção: 2017
País de origem: Japão

Continue lendo
Clique para comentar

1 comentário

  1. Pingback: LISTA: Top 20 – Melhores filmes da década (2010-2019) | Toca o Terror

  2. Pingback: LISTA: Top 20 – Melhores filmes da década (2010-2019) – Toca o Terror

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Resenhas

RESENHA: O Grito (2020)

Publicados

em

O grito

Passados 16 anos do lançamento de um remake que rendeu duas continuações (uma delas feita para lançamento em vídeo), temos aqui o quarto filme da franquia americana de “O Grito”. (mais…)

Continue lendo

Resenhas

RESENHA: Doutor Sono (2019)

Publicados

em

Doutor Sono

[Por Osvaldo Neto]

As adaptações das obras de Stephen King, um escritor que goza de imensa popularidade internacional, são quase que um subgênero do horror no cinema e TV. Desde que Brian De Palma fez CARRIE – A ESTRANHA que filmes e séries baseados e/ou inspirados pelo autor são produzidos em escala massiva e geram bastante expectativa para quem acompanha o gênero. Chegando às salas comerciais pouco após IT – CAPÍTULO 2, DOUTOR SONO é a segunda grande produção da Warner Bros com a grife S. K. lançada em 2019 com estreia nacional nesta semana.

(mais…)

Continue lendo

Resenhas

RESENHA: Color Out of Space (2020)

Publicados

em

Color Out of Space

H.P Lovecraft voltou a ficar em evidência, seja em games como “Call of Cthulhu” (2018) e “The Sinking City” (2019) como em adaptações cinematográficas. Só neste ano de 2020 já tivemos duas obras inspiradas no autor, tendo elementos e personagens de suas obras em “Ameaça Profunda” e agora “Color Out of Space”, uma adaptação direta de um dos seus celebres contos e o motivo desse texto existir. (mais…)

Continue lendo

Trending