conecte-se conosco

Resenhas

DVD: Coleção Estúdio Hammer – Vol. 2

Publicados

em


[Por Osvaldo Neto]

Para o fã de terror, é fato que o estúdio Hammer dispensa maiores apresentações: a produtora britânica mostrou-se decisiva na revitalização do gênero durante o final dos anos 50 e grande parte dos anos 60. Foi a Hammer que fez com que qualquer história envolvendo os monstros clássicos como Drácula, a criatura de Frankenstein e a Múmia não fossem mais vistas da mesma maneira.

Após o sucesso no lançamento do 1º Volume, a Obras-Primas do Cinema lançou o volume 2 da Coleção Estúdio Hammer no final do ano passado. Assim como no lançamento anterior, o produto é apresentado em um belo digistack, contendo três DVDs de dupla camada com seis filmes em suas mais recentes edições remasterizadas. Além disso, temos os tradicionais cards com os pôsters de cinema de cada título como um brinde para o colecionador.

Enquanto a edição anterior oferecia produções mais célebres da produtora (como “A Múmia”, “A Górgona”, “A Maldição do Lobisomem” e “O Beijo do Vampiro”), este segundo volume inclui pérolas como “Rasputin, o Monge Louco”, que contém uma atuação sem igual de Christopher Lee, “Epidemia de Zumbis” e “A Face do Demônio”, estrelado por Joan Fontaine. O box traz ainda mais três filmes de suspense, outro gênero no qual o estúdio era especializado: “Um Grito Dentro da Noite” (com participação de Peter Cushing e presente no DVD 1) e “Paranóico” e “Cilada Diabólica” (ambos com direção de Freddie Francis, no DVD 3).

Dos seis títulos, apenas “Epidemia de Zumbis” e “A Face do Demônio” já haviam sido lançados anteriormente em DVD no Brasil há mais de uma década, quando foram vendidos em banca de revista e magazines. As cópias presentes nesta edição, como falado acima, são das remasterizações mais recentes e estão bem superiores em comparação com os antigos DVDs.

Nos extras, destaque absoluto para Hammer Glamour, documentário de 44 minutos onde atrizes marcantes para o estúdio (entre elas, Martine Beswick e Caroline Munro) falam sem muitas papas na língua sobre suas experiências com a produtora e os filmes que participaram. O material extra se completa com dois especiais narrados por ninguém menos que Oliver Reed (astro de “Paranóico”, que faz parte desse volume) e somam um total de aproximados 50 minutos. Ou seja, além dos filmes em excelente qualidade, temos ainda mais de 1h30 de extras.

COLEÇÃO ESTÚDIO HAMMER – VOL. 2 pode ser encontrado à venda na loja virtual Colecione Clássicos e nas melhores lojas do ramo.

 

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Resenhas

RESENHA: In Search of Darkness (2019)

Publicados

em

Search of Darkness

[Por Frederico Toscano]*

In Search of Darkness é um documentário com uma proposta simples e direta: destrinchar a produção de horror dos Estados Unidos da década de 80. Lançado em maio do ano passado, acabou não chamando tanta atenção no Brasil (ou mesmo lá fora), provavelmente por não ter recebido uma distribuição e divulgação mais abrangentes. O que é compreensível, já que o projeto não saiu de um estúdio convencional, sendo fruto de uma bem-sucedida campanha de arrecadação dos sites Kickstarter e Indiegogo.

Com a meta alcançada e os fundos garantidos, o diretor e roteirista David Weiner deve ter pensado que os apoiadores mereciam ver seu dinheiro bem empregado. E entregou um filme de quatro horas e meia de duração. E pensar que teve gente reclamando de O Irlandês(mais…)

Continue lendo

Resenhas

RESENHA: Os Estranhos – Caçada Noturna (2018)

Publicados

em

Caçada Noturna

[Por Felipe Macedo]

O medo da violência atinge a todos nós, cada vez mais assustados com a quantidade de casos assim em todo o mundo. Sendo assim, o único lugar em que nos sentimos seguros é nossa casa, certo? Mas imagina se um trio de assassinos mascarados começa a fazer jogos macabros para te aterrorizar e logo depois te caçar sem piedade? Essa é a trama do primeiro Os Estranhos (2008) e que foi alterada quase que por completo em sua tardia sequência. (mais…)

Continue lendo

Resenhas

RESENHA: As Fábulas Negras (2015)

Publicados

em

Fábulas Negras

Por Jota Bosco

Rodrigo Aragão, diretor de Mangue Negro (2008), A Noite do Chupacabras (2011) e Mar Negro (2013) lança seu mais novo longa, As Fábulas Negras. Projeto que envolve, além dele, claro, alguns dos principais nomes do gênero no país como Petter Baiestorf e Joel Caetano. E pra fechar com chave de ouro, nada mais que José Mojica Marins (Sim!! José Mojica Marins, porra!!!!). (mais…)

Continue lendo

Trending