conecte-se conosco

Dicas

DICA DA SEMANA: Pânico em Lovers Lane (1999)

Publicados

em

Lovers Lane

Slasher movies são e sempre vão ser minha grande paixão. Adoro suas tramas bobas e as motivações estapafúrdias que levam a suas realizações. Contextualizando, “Pânico em Lovers Lane” faz parte do slasher boom que aconteceu na segunda metade dos anos 90 devido ao sucesso de Pânico. Foi quando todo rostinho jovem e bonito vindo de séries de tv tentava a sorte no cinema fugindo de serial killers que odiavam a libido de seus personagens.

A trama é a seguinte… Um maluco empunhando um gancho ataca e mata jovens cheio de tesão no meio de uma região deserta chamada Lover´s Lane. O que acontece é que ele é pego e 13 anos depois escapa, voltando para o local pra caçar os filhos de suas vítimas originais e quem estiver no caminho. E isso ocorre, claro, em pleno Dia dos Namorados.

Pânico em Lovers Lane” é uma nítida produção que quer faturar num filão que estava em alta no cinema. E devido ao seu baixo custo, era fácil demais de realizar. Só que encontrar qualidade é que é difícil. Até a figura do assassino é meio ridícula. Não pude conter o riso em alguns momentos. Não bastasse o show de originalidade do roteiro, os atores são péssimos e o gore é quase inexistente. Então por que diabos estou recomendando ele?

O filme é divertido justamente por esses fatores e pela tentativa fracassada de ser tão bom quanto o filme de Wes Craven. Temos aqui uma diversão escapista pra quem está entediado das mesmas coisas que a Netflix oferece. É praticamente impossível ficar indiferente a ele, amando ou odiando. Recomendo que peguem um pack de cerveja para acompanhar o infortúnio desses jovens e dar algumas risadas. “Pânico em Lovers Lane” está disponível completo e dublado no YouTube pra quem quiser.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dicas

RESENHA: Scare Campaign (2016)

Publicados

em

Scare Campaign

[Por Jarmeson de Lima]

Apesar do catálogo restrito, uma das melhores coisas da Netflix é poder encontrar produções independentes de horror que circularam muito pouco por aí. Um destes bons exemplos é o australiano “Scare Campaign” que foi exibido apenas em festivais de gênero e que agora todos podem assistir na versão nacional da plataforma de streaming. (mais…)

Continue lendo

Dicas

DICA DA SEMANA: Piquenique na Montanha Misteriosa (1975)

Publicados

em

Piquenique na Montanha Misteriosa

Ah, a Austrália…. Nunca fui, mas gosto de muitos longas que se passam lá: Mad Max, O Corte da Navalha, Pelos Caminhos do Inferno, Wolf Creek, Morte Súbita. Porém, o filme que indicarei hoje não tem 0,1% da violência desses que eu falei, mas não deixa de ser um belo exemplar do cinema de horror da terra dos cangurus.

Piquenique na Montanha Misteriosa (Picnic at Hanging Rock, 1975) é um dos primeiros trabalhos do diretor Peter Weir em sua terra natal. Depois ele partiu para os EUA, onde dirigiu grandes produções como O Show de Truman, A Testemunha e Sociedade dos Poetas Mortos e colecionou indicações ao Oscar.

O roteiro de Cliff Green, baseado no livro de Joan Lindsay, conta a história de um grupo de jovens estudantes de um colégio para moças que, em 14 de fevereiro de 1900, partiram para uma excursão a Hanging Rock, um conjunto de montanhas que tinha a má fama de ser um local onde coisas esquisitas acontecem. E, claro, acontecem no filme também. Três meninas e uma professora somem durante o passeio.

A partir daí, um clima de histeria coletiva toma conta da cidade e do colégio. Mas, como citado acima, não veremos um pingo de sangue nos momentos de tensão. O filme de Peter Weir tem uma forte pegada de conto de fadas e faz muitas referências a sonhos. Além disso, o diretor explora com perfeição a paisagem inóspita da Austrália, que era praticamente intocada, no início do século passado.

Não precisa dizer que Piquenique na Montanha Misteriosa é o que se costuma chamar de “lento”, mas se você curte fugir um pouco do banho de sangue e entrar de cabeça em produções mais “viajadas”, a dica está dada. Tem no YouTube, mas sem legendas.

Continue lendo

Dicas

DICA DA SEMANA: Pequeno Demônio (2017)

Publicados

em

Pequeno Demônio

[Por Felipe Macedo]

Filmes com crianças diabólicas estão entre nós há muito tempo, tendo como principal exemplo o clássico “A Profecia”. E como o cinema vez ou outra mostra crianças como monstros capazes de terríveis atrocidades, “Pequeno Demônio” (Little Evil), filme original da Netflix é o novo exemplo deste sub-gênero. Quer dizer… mais ou menos. Aqui o tom não é de terror e sim de comédia que satiriza esse filão de forma bacana. (mais…)

Continue lendo

Trending