conecte-se conosco

Eventos

EVENTO: Lançamento do livro “A Aceleração do Medo”

Publicados

em

Um dos temas mais polêmicos do cinema de terror contemporâneo responde pelos remakes, também conhecidos como refilmagens. Prova disso é perceber como as principais produções das décadas de 1970 e 1980 ganharam novas versões nos últimos anos. Piores do que os originais, inovadores, exagerados, atualizados e desnecessários são apenas algumas das formas como refilmagens de terror costumam ser recebidas tanto por fãs como também pela crítica. Para os produtores, refilmagens vão além destes pontos e significam um extenso e lucrativo mercado a ser explorado.

Atento a este fenômeno, o jornalista e professor universitário Filipe Falcão lança, no domingo, dia 04 de agosto, o livro A Aceleração do Medo – O Fluxo Narrativo dos Remakes de Filmes de Horror do Século XXI. O lançamento acontece no Café Vicalli, na Rua Maria Carolina, em Boa Viagem, das 17h às 20h. Fruto da pesquisa que fez no Doutorado pela Universidade Federal de Pernambuco, o livro, lançado pela editora Estronho, traz uma completa análise sobre refilmagens não apenas de filmes de terror, mas da própria história do cinema.

Com 370 páginas, Filipe apresenta um estudo detalhado e aprofundado para a compreensão do que leva um filme a ganhar uma nova versão e principalmente compreender as características do remake. Para ele, o remake serve como modelo de atualização do filme para um novo público. “A história da sétima arte é marcada por refilmagens. A chegada do som significou que obras mudas ganhariam novas versões assim como o surgimento do cinema colorido como justificativa para refilmar títulos originais em preto e branco”, explica Filipe. Se o resultado vai ser bom ou ruim, esta já é uma consequência do tipo de produção visto que existem remakes melhores e piores do que as obras originais.

Em A Aceleração do Medo, Filipe aborda uma série de pontos que vão desde os gêneros fílmicos com destaque para produções de terror no século XXI até as características dos remakes e quais são as diferença entre outras formas de produções como adaptações e reboots. Esses pontos preparam o terreno para os elementos comumente encontrados nas refilmagens contemporâneas. Tratam-se, quase sem exceção, de títulos muito mais acelerados do que as obras originais.

Ao escolher comparar alguns dos filmes de horror mais amados e mais copiados que já existiram – o apocalipse zumbi Despertar dos Mortos (George Romero, 1978); o slasher Sexta-Feira 13 (Sean S. Cunningham, 1980) e a história de assombração Poltergeist – O Fenômeno (Tobe Hooper, 1982) – com suas recentes refilmagens (dirigidas respectivamente por Zack Snyder, Marcus Nispel e Gil Kenan), Filipe realiza um panorama histórico sobre o desenvolvimento do cinema de horror ao longo do último século, e também lida com conceitos fundamentais para a compreensão da cultura audiovisual contemporânea.

Serviço:
Lançamento do livro A Aceleração do Medo – O Fluxo Narrativo dos Remakes de Filmes de Horror do Século XXI
Data: 04 de agosto de 2019 – Das 17h às 20h
Local: Café Vicalli – Rua Maria Carolina, n. 574, Boa Viagem, Recife
Mais informações: https://www.lojaestronho.com.br/

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eventos

EVENTO: A Vingança dos Filmes B – Parte IX (Porto Alegre)

Publicados

em

A Vingança dos Filmes B

A Vingança dos Filmes B chega a sua nona edição acreditando no cinema de gênero como ferramenta de contestação e arma vital para a resistência cultural. Durante 10 dias serão exibidos na tela da Cinemateca Capitólio 23 longas e 30 curtas metragens dos mais variados gêneros, de documentários, passando pelo cinema de horror e ficção científica, pelo giallo e o western spaghetti, até comédias anárquicas e filmes de ação brutais. (mais…)

Continue lendo

Eventos

INSCRIÇÕES: 10º CineFantasy (2020)

Publicados

em

Cinefantasy

Estão abertas as inscrições para a décima edição do CINEFANTASY – Festival Internacional de Cinema Fantástico. Os interessados poderão enviar o material até 13 de março, desde que a temática seja fantástica, horror, ficção científica e/ou fantasia. A novidade desta edição é a ampliação do universo fantástico com filmes de western, thriller e ação, podendo ser da categoria ficção, animação ou documentário.

O tema do 10º CINEFANTASY – O Horror é Real, mira na “necessidade de pautarmos um festival do gênero fantástico com temas ricos ao compromisso civilizatório, às conquistas democráticas, às garantias sociais, contra a censura e todas as formas de autoritarismo e num coro sobre o direito à um planeta saudável”, diz Monica Trigo, diretora do festival.

O artista polonês Jakub Rozalski assina a arte da 10ª edição do CINEFANTASYcom a obra O Demônio do Fogo das Florestas Tropicais. Jakub, nasceu em 1981, em Koszalin. É criador de World of 1920+ (Scythe, Iron Harvest), também é autor da arte arte conceitual do filme Kong: A Ilha da Caveira (2015).

A convite da organização, o artista que tem um olhar crítico aceitou a parceria justamente pelo momento que o planeta passa por gigantescas queimadas com irreversíveis danos às florestas da Amazônia, Austrália e California e ao retrocesso do Brasil nas políticas culturais.

Somando as edições anteriores o Cinefantasy exibiu 927 filmes, 53 atividades formativas, 3.308 filmes inscritos e já homenageou grandes nomes do cinema, como Robert Morgan (The Cat With Hands), Marc Price (Colin), José Mojica Marins (trilogia Zé do Caixão), Ruggero Deodato (Cannibal Holocaust), Juliana Rojas (As Boas Maneiras), Eduardo Sanchez e Dan Myrick (A Bruxa de Blair) e Sergio Mamberti (Castelo Rá-Tim-Bum, o Filme).

O festival se divide nas seguintes sessões competitivas nas categorias Amador, Animação, Estudante, Fantasia, Fantástica Diversidade, Ficção Científica, Horror, Mulheres Fantásticas:
– MOSTRA COMPETITIVA DE LONGAS-METRAGENS – são filmes produzidos nos últimos 24 meses, inéditos em Festivais
realizados no estado de São Paulo, captados em qualquer formato.
– MOSTRA COMPETITIVA DE CURTAS-METRAGENS – são filmes produzidos nos últimos 24 meses, com duração de até 15
minutos, inéditos em Festivais realizados no estado de São Paulo, captados em qualquer formato

O regulamento completo está disponível no site http://www.cinefantasy.com.br

Continue lendo

Eventos

EVENTO: Sexta-feira 13 com clássicos no MIS-SP

Publicados

em

Frankenstein (1931)
Mais uma vez, o MIS – instituição da Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo – preparou uma maratona de filmes para os fãs do gênero terror aproveitarem a madrugada da Sexta-Feira 13. Em parceria com a Sony Pictures Home Entertainment, o Museu traz uma seleção especial de grandes clássicos do terror com quatro longas que serão exibidos na sequência.
(mais…)

Continue lendo

Trending