conecte-se conosco

Dicas

FILME: Halloween III – A Noite das Bruxas (1982)

Publicados

em

FILME - Halloween III

[Por Jarmeson de Lima]

Quando chega o dia do Halloween, os canais de Tv estão fazendo seus especiais temáticos de horror. Mas nem sempre eles lembram de programar esta produção que é um pouco relegada nesta ocasião. Estamos aqui diante de um dos filmes mais injustiçados de todos os tempos: Halloween III: A Noite das Bruxas (Halloween III: Season of the Witch).

O problema, neste caso, nem é a produção em si, que por sinal ficou a cargo da dupla John Carpenter e Debra Hill, mas toda a expectativa gerada pelo frisson oitentista por slashers e pelo icônico vilão Michael Myers. Convenhamos que depois de uma sequência de dois filmes com o mesmo personagem, o mais natural seria ter um terceiro com alguma ligação com ele… mas com o fracasso de bilheteria do mesmo, Halloween passa a ser a única franquia de filmes em que há um pulo entre o II e o IV sem nenhuma ligação entre as tramas.

O tom sangrento dos slashers sai de cena para abrigar uma história de ficção científica e “bruxaria” envolvendo um grande plano maligno de dominação mundial. O aspecto sombrio e uma música infantil assustadora de Dia das Bruxas já nos preparam para o que virá nos próximos 99 minutos com um enredo bem instigante.

Dirigido por Tommy Lee Wallace (It – 1990), a história se passa em uma pequena cidade da California, onde uma linha de máscaras de Halloween está fazendo o maior sucesso. A empresa Silver Shamrock está fazendo uma mega campanha de publicidade para o Halloween e crianças do país inteiro estão fissuradas por essas máscaras tenebrosas que deixam sequelas inimagináveis. Um médico local (Tom Atkins) descobre que essas fantasias fazem parte de uma grande conspiração e resolve ir fundo na investigação. Com isso, ele vai até a fábrica em outra cidade onde descobre coisas que lhe deixariam enojado.

Então se você baixar a guarda e ignorar as críticas desfavoráveis da época, vai ter uma grata surpresa com um filme na medida certa de gore, tensão e mistério. Pena que a franquia depois enveredou pelo caminho mais fácil e seguiu com a saga do psicopata mascarado. Vá por mim que nem mesmo os efeitos especiais datados dos anos 80 estragam a experiência de ver “Halloween III” em plena noite do “Dia do Saci”.

Continue lendo
Clique para comentar

1 comentário

  1. Wagner Andrade

    30 de novembro de 2017 a 14:44

    Acho até melhor a n inclusão do Michael Myers. Se bem que esse filme n tem a vê com a franquia.

  2. Pingback: DICA DA SEMANA: Amityville II – A Possessão (1982) | Toca o Terror

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dicas

DICA DA SEMANA: Eu Enterro os Vivos (1958)

Publicados

em

Eu Enterro os Vivos

[Por Osvaldo Neto]

Robert Kraft (Richard Boone), um homem bem sucedido, recebe a tarefa de cuidar do cemitério da cidade, que é administrado pela sua família, também dona de uma grande loja local de departamentos. Enquanto não arranja um substituto, ele recebe a assistência de Andy McKee (Theodore Bikel, roubando cenas), um antigo funcionário que trabalha no local há 40 anos e irá se aposentar. É quando Robert se depara com um enorme mapa no escritório que contém todos as sepulturas, as ocupadas (marcadas por alfinetes pretos) e desocupadas (marcadas por alfinetes brancos). (mais…)

Continue lendo

Dicas

LISTA: Filmes que parecem Black Mirror

Publicados

em

Lista Black Mirror

[Por Jarmeson de Lima]

Recentemente acabei encarando uma série de filmes que pareciam extraídos do cultuado seriado britânico “Black Mirror“. Pra quem já viu, sabe que a tônica é ver histórias em um futuro distópico com situações onde a humanidade e a sensibilidade humana é posta em xeque com um tom pessimista. (mais…)

Continue lendo

Dicas

DICA DA SEMANA: Jantar Sangrento (1987)

Publicados

em

Jantar Sangrento

[Por Felipe Macedo]

Os anos 80 ainda escondem certas pérolas para amantes de filmes trash e que merecem ser conhecidos. Jantar Sangrento (Blood Diner) é uma dessas. Na verdade, eu já tinha ouvido falar sobre essa beleza algum tempo atrás e não tinha dado a devida importância. Só depois de assistir é que me arrependi de não ter visto antes acompanhado de algumas brejas para a experiência ser ainda mais divertida. (mais…)

Continue lendo

Trending