conecte-se conosco

Dicas

DICA DA SEMANA: Farol da Morte (1999)

Publicados

em

Farol da Morte
[Por Felipe Macedo]
Quem tem memória boa ou já era nascido, lembra que no final dos anos 90, os filmes de terror em sua maioria tentavam imitar “Pânico” (1996) de qualquer forma querendo lucrar em cima do fenômeno. Os slasher teens abarrotavam cinemas e locadoras, sendo, entretanto, a maioria de qualidade bem duvidável. Foi aí que uma produção da Inglaterra lançada em 1999 buscava resgatar as raizes deste subgênero, trazendo uma trama mais sombria e que misturava o clima de “Halloween” (1978) e a violência splatter de “Sexta-Feira 13” (1980).

Em “Farol da Morte” (Lighthouse) acompanhamos aqui um navio que transporta alguns prisioneiros, que estão sendo levados para uma prisão de segurança máxima. Entre eles os passageiros está o infame Leo Rook, um serial killer mundialmente famoso e perigoso que mata qualquer um que estiver em sua frente.
O que acontece é que durante a viagem, uma baita tempestade cai e para completar, uma fã (!) do vilão consegue soltá-lo. Naquela vibe de grandes escapadas, ele arruma um bote e foge para uma ilha remota com um farol. Chegando lá, ele dá cabo de quem está no local e ainda desativa a luz para deixar as embarcações à deriva.

Esse sombrio slasher deixa de lado uma das principais caracteristicas que é trazer um elenco de jovens e os substitui por marmanjos bem mais velhos, com pouquissimas personagens femininas. O tom do filme é opressor e cria um clima de desconforto conforme a trama avança. Aqui se soube aproveitar um suspense bem feito que sabe causar apreensão e tensão, associado a mortes extremamente sangrentas e crueis. O vilão não é mascarado ou deformado, mas é sempre mostrado nas sombras fazendo o tipo de caladão implacável, dando um tom quase sobrenatural ao personagem.
Pouco conhecido, mas fora da curva, “Farol da Morte” se destaca no mar de cópias descaradas e vai agradar o fã desse tipo de filme. Não é perfeito, tem alguns vícios de direção bem datados praquela época, mas diverte na sua maior parte do tempo. Um fã lembrou dos 20 anos de lançamento do filme e colocou ele na íntegra no YouTube pra quem quiser ver neste fim de semana.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dicas

DICA DA SEMANA: O Soro do Mal (1988)

Publicados

em

O Soro do Mal

Nem é preciso elocubrar muito para dizer que “O Soro do Mal” (Brain Damage) é um daqueles filmes que tem a cara do terror dos anos 80 e que caberia perfeitamente na programação de um Cine Trash. Para os nostálgicos que assistiram antes, revê-lo hoje em dia é um deleite e tanto. Para quem nunca viu… coloque o cinto de segurança. (mais…)

Continue lendo

Dicas

RESENHA: Scare Campaign (2016)

Publicados

em

Scare Campaign

[Por Jarmeson de Lima]

Apesar do catálogo restrito, uma das melhores coisas da Netflix é poder encontrar produções independentes de horror que circularam muito pouco por aí. Um destes bons exemplos é o australiano “Scare Campaign” que foi exibido apenas em festivais de gênero e que agora todos podem assistir na versão nacional da plataforma de streaming. (mais…)

Continue lendo

Dicas

DICA DA SEMANA: Terror em Silent Hill (2006)

Publicados

em

Silent Hill

[Por Júlio Carvalho]

A dica pra o fim de semana é essa adaptação de 2006 para o cinema de “Silent Hill“, famosa franquia de games do fim dos anos 90 de survivor horror da Konami, e que está no catálogo da Netflix Brasil. (mais…)

Continue lendo

Trending