conecte-se conosco

Dicas

DICA DA SEMANA: O Grito 3 (2014)

Publicados

em

O Grito 3

[Por Júlio Carvalho]

Se você acha que de malassombro só tem Jason, Freddy, Michael e afins, fique sabendo que lá no Japão tem uma alma penada chamada Toshio, que já vem rendendo uma franquia de quase 10 filmes sem nem contar os remakes americanos. A dica do fim de semana é o “terceiro” longa dessa saga – O GRITO 3: O COMEÇO DO FIM – que praticamente se trata de uma história de origem e que se encontra no catálogo da Netflix Brasil.

Os dois primeiros longas foram escritos e dirigidos por Takashi Shimizu, que inclusive dirigiu os remakes em Hollywood. Neste ‘prequel’ o comando fica a cargo de Masayuki Ochiai, responsável pelo ótimo KANSEN (Infection, 2004) e irresponsável pelo fajuto IMAGENS DO ALÉM (2008), remake americano do ótimo ESPÍRITOS (Shutter, ชัตเตอร์ กด ติด วิญญาณ, 2004), o clássico horror de malassombro tailandês.

Na trama, acompanhamos Yui (Nozomi Sasaki), uma professora substituta assumindo uma turma de 3ª série de uma escola no meio do ano letivo. Logo ela não demora a perceber que um aluno chamado Toshio (Kai Kobayashi) já não dá as caras na sala de aula há tempos. Intrigada e dedicada que é, resolve ir na casa do garoto saber o motivo de sua ausência. Daí por diante você já deve imaginar a treta em que a boa samaritana vai se meter. Para além da professora, temos mais sete personagens. Cada qual com seu capítulo dedicado numa narrativa que não segue uma linearidade temporal.

Tenso e elegante, O GRITO 3: O COMEÇO DO FIM é um filme de clima denso, sem muita pressa e cheio de aparições cabulosas que causam bons sustos honestos, pois não há apelo a explosões sonoras típicas de grandes produções ocidentais do gênero. Aliás, a trilha e os efeitos sonoros aqui são muito bem aplicadas. É um filme que tem mais um rítmo ao estilo de OS OUTROS do que INVOCAÇÂO DO MAL, por exemplo.

Em suma, O GRITO 3: O COMEÇO DO FIM é altamente indicado pra quem curte um bom j-horror de alma penada.

Continue lendo
3 Comentários

3 Comments

  1. Pingback: RESENHA: O Terceiro Olho (2017) | Toca o Terror

  2. Pingback: DICA DA SEMANA: Ligação Perdida (2003) | Toca o Terror

  3. Pingback: RÁDIO – PROGRAMA 22: Filmes Orientais | Toca o Terror

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dicas

DICA DA SEMANA: Hanyo, a Empregada (1960)

O cinema sul-coreano de horror é um dos melhores do mundo. E não é de hoje…

Publicados

em

Hanyo

Após a grande vitória de Parasita no Oscar 2020, os olhos do público admirador da sétima arte se voltaram para a Coreia do Sul. E aproveitando esse barco, minha dica de semana é um filme de 1960 chamado “Hanyo, a Empregada“, considerado o “Cidadão Kane” coreano pelo diretor Bong Joon-ho. (mais…)

Continue lendo

Dicas

DICA DA SEMANA: O Exército do Extermínio (1973)

Publicados

em

Exército do Extermínio

Quando se fala que George A. Romero não fez só ‘filmes de zumbi’, as primeiras produções que vêm à mente são os famosinhos Martin, Instinto Fatal e A Metade Negra, além da clássica antologia Creepshow: Arrepio do Medo. Mas lá em 1973, somente cinco anos após A Noite dos Mortos-Vivos, Romerão lançava outra obra totalmente politizada. (mais…)

Continue lendo

Dicas

DICA DA SEMANA: A Noiva Possuída (2013)

Publicados

em

Noiva Possuída

[Por Jarmeson de Lima]

Já cansamos um pouco de ver filmes relacionados a exorcismo e possessão no cinema de horror ocidental com suas fórmulas batidas e finais previsíveis. Sendo assim, fiquei surpreso em ver no catálogo da Netflix Brasil um filme turco chamado “A Noiva Possuída” (Dabbe 4 – Cin Çarpmasi), que apresenta um caso misterioso que supostamente ocorreu há alguns anos em uma pequena aldeia chamada Kıbledere. (mais…)

Continue lendo

Trending