conecte-se conosco

Dicas

DICA DA SEMANA: Os Filhos do Medo (1979)

Publicados

em

Os Filhos do Medo

[Por Jota Bosco]
Aproveitando esse fim de mês das crianças (e chegada do Halloween), minha DICA DA SEMANA serve para relembrar e para os mais jovens poderem conhecer um trabalho meio esquecido e escanteado do mestre David Cronenberg.
“Os Filhos do Medo” conta a história do empreiteiro Frank Carverth (Art Hindle), que “vai se meter em altas confusões” ao tentar investigar o que está acontecendo no Instituto SomaFree, um tipo de clínica (já notaram que Cronenberg não é muito chegado em clínicas? Vide, “Rabid”) cujo proprietário, o Dr. Hal Raglan (Oliver Reed), aplica uma técnica chamada “psicoplasma” em seus pacientes. A controversa técnica funciona através de jogos mentais com o intuito de expurgar toda a raiva e sentimentos reprimidos. Como efeito colateral ela provoca manchas pelo corpo, chegando a formar tumores em alguns pacientes.

Ao levar sua pequena filha Candice (Cindy Hinds) para visitar Nola, sua mãe (Samantha Eggar) que está internada no SomaFree, Frank percebe que ela voltou para casa com escoriações nas costas. Decidido a provar que Nola está agredindo sua filha, Frank findará descobrindo que estava errado ao achar que tudo era “apenas” um caso de violência doméstica. Curiosidade: O roteiro foi escrito durante a turbulenta separação do diretor e sua esposa, e consequente briga pela custódia de sua filha. Algo me diz que isso influenciou um pouco a história…

É um filme com bem menos “gore” e violência do que estamos acostumados a ver nos trabalhos mais antigos do diretor, com uma pegada mais psicológica, um desenvolver mais arrastado mas, mesmo assim, como bem disse o amigo Roberto Teva, do Canal Horrorscopio, “quando chega aos dez minutos finais, meu amigo (ou minha amiga), sente que lá vem um soco no estômago daqueles bem dados, que só a mente doentia de Cronenberg seria capaz de vislumbrar.”

O filme pode ser visto na plataforma Darkflix (você já se cadastrou, né? Se não se cadastrou, essa é a oportunidade!) e no Youtube (até derrubarem o link).

Simpático de corpo™Vimeo: https://vimeo.com/jotabosco/Youtube: https://www.youtube.com/user/sonicbosco/videos

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dicas

DICA DA SEMANA: Hanyo, a Empregada (1960)

O cinema sul-coreano de horror é um dos melhores do mundo. E não é de hoje…

Publicados

em

Hanyo

Após a grande vitória de Parasita no Oscar 2020, os olhos do público admirador da sétima arte se voltaram para a Coreia do Sul. E aproveitando esse barco, minha dica de semana é um filme de 1960 chamado “Hanyo, a Empregada“, considerado o “Cidadão Kane” coreano pelo diretor Bong Joon-ho. (mais…)

Continue lendo

Dicas

DICA DA SEMANA: O Nevoeiro (2007)

Publicados

em

O Nevoeiro
[Por Júlio Carvalho]
Aproveitando que de uns meses pra cá – ok, quase sempre! – Stephen King tá em alta. Principalmente por conta do segundo capítulo de IT – A Coisa, algumas produções da Netflix e Doutor Sono, vou indicar uma das melhores adaptações suas já feitas para o cinema: O NEVOEIRO (The Mist, 2007) que se encontra, não sei até quando, no catálogo da Amazon Prime Video. (Por favor não confundam com a série de mesmo nome!) (mais…)

Continue lendo

Dicas

DICA DA SEMANA: O Exército do Extermínio (1973)

Publicados

em

Exército do Extermínio

Quando se fala que George A. Romero não fez só ‘filmes de zumbi’, as primeiras produções que vêm à mente são os famosinhos Martin, Instinto Fatal e A Metade Negra, além da clássica antologia Creepshow: Arrepio do Medo. Mas lá em 1973, somente cinco anos após A Noite dos Mortos-Vivos, Romerão lançava outra obra totalmente politizada. (mais…)

Continue lendo

Trending