conecte-se conosco

Dicas

DICA DA SEMANA: O Grito 3 – O Início do Fim (2014)

Publicados

em

O Grito 3

[Por Júlio Carvalho]

Se você acha que de malassombro só tem Jason, Freddy, Michael e afins, fique sabendo que lá no Japão tem uma alma penada chamada Toshio, que já vem rendendo uma franquia de quase 10 filmes sem nem contar os remakes americanos. A dica do fim de semana é o “terceiro” longa dessa saga – O GRITO 3: O INÍCIO DO FIM – que praticamente se trata de uma história de origem e que se encontra no catálogo da Amazon Prime Video.

Os dois primeiros longas foram escritos e dirigidos por Takashi Shimizu, que inclusive dirigiu os remakes em Hollywood. Neste ‘prequel’ o comando fica a cargo de Masayuki Ochiai, responsável pelo ótimo KANSEN (Infection, 2004) e irresponsável pelo fajuto IMAGENS DO ALÉM (2008), remake americano do ótimo ESPÍRITOS (Shutter, ชัตเตอร์ กด ติด วิญญาณ, 2004), o clássico horror de malassombro tailandês.

Na trama, acompanhamos Yui (Nozomi Sasaki), uma professora substituta assumindo uma turma de 3ª série de uma escola no meio do ano letivo. Logo ela não demora a perceber que um aluno chamado Toshio (Kai Kobayashi) já não dá as caras na sala de aula há tempos. Intrigada e dedicada que é, resolve ir na casa do garoto saber o motivo de sua ausência. Daí por diante você já deve imaginar a treta em que a boa samaritana vai se meter. Para além da professora, temos mais sete personagens. Cada qual com seu capítulo dedicado numa narrativa que não segue uma linearidade temporal.

Tenso e elegante, O GRITO 3: O INÍCIO DO FIM é um filme de clima denso, sem muita pressa e cheio de aparições cabulosas que causam bons sustos honestos, pois não há apelo a explosões sonoras típicas de grandes produções ocidentais do gênero. Aliás, a trilha e os efeitos sonoros aqui são muito bem aplicadas. É um filme que tem mais um rítmo ao estilo de OS OUTROS do que INVOCAÇÂO DO MAL, por exemplo.

Em suma, O GRITO 3: O INÍCIO DO FIM é altamente indicado pra quem curte um bom j-horror de alma penada.

Continue lendo
3 Comentários

3 Comments

  1. Pingback: RESENHA: O Terceiro Olho (2017) | Toca o Terror

  2. Pingback: DICA DA SEMANA: Ligação Perdida (2003) | Toca o Terror

  3. Pingback: RÁDIO – PROGRAMA 22: Filmes Orientais | Toca o Terror

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dicas

DICA DA SEMANA: Piquenique na Montanha Misteriosa (1975)

Publicados

em

Piquenique na Montanha Misteriosa

Ah, a Austrália…. Nunca fui, mas gosto de muitos longas que se passam lá: Mad Max, O Corte da Navalha, Pelos Caminhos do Inferno, Wolf Creek, Morte Súbita. Porém, o filme que indicarei hoje não tem 0,1% da violência desses que eu falei, mas não deixa de ser um belo exemplar do cinema de horror da terra dos cangurus.

Piquenique na Montanha Misteriosa (Picnic at Hanging Rock, 1975) é um dos primeiros trabalhos do diretor Peter Weir em sua terra natal. Depois ele partiu para os EUA, onde dirigiu grandes produções como O Show de Truman, A Testemunha e Sociedade dos Poetas Mortos e colecionou indicações ao Oscar.

O roteiro de Cliff Green, baseado no livro de Joan Lindsay, conta a história de um grupo de jovens estudantes de um colégio para moças que, em 14 de fevereiro de 1900, partiram para uma excursão a Hanging Rock, um conjunto de montanhas que tinha a má fama de ser um local onde coisas esquisitas acontecem. E, claro, acontecem no filme também. Três meninas e uma professora somem durante o passeio.

A partir daí, um clima de histeria coletiva toma conta da cidade e do colégio. Mas, como citado acima, não veremos um pingo de sangue nos momentos de tensão. O filme de Peter Weir tem uma forte pegada de conto de fadas e faz muitas referências a sonhos. Além disso, o diretor explora com perfeição a paisagem inóspita da Austrália, que era praticamente intocada, no início do século passado.

Não precisa dizer que Piquenique na Montanha Misteriosa é o que se costuma chamar de “lento”, mas se você curte fugir um pouco do banho de sangue e entrar de cabeça em produções mais “viajadas”, a dica está dada. Tem no YouTube, mas sem legendas.

Continue lendo

Dicas

DICA DA SEMANA: Pequeno Demônio (2017)

Publicados

em

Pequeno Demônio

[Por Felipe Macedo]

Filmes com crianças diabólicas estão entre nós há muito tempo, tendo como principal exemplo o clássico “A Profecia”. E como o cinema vez ou outra mostra crianças como monstros capazes de terríveis atrocidades, “Pequeno Demônio” (Little Evil), filme original da Netflix é o novo exemplo deste sub-gênero. Quer dizer… mais ou menos. Aqui o tom não é de terror e sim de comédia que satiriza esse filão de forma bacana. (mais…)

Continue lendo

Dicas

DICA DA SEMANA: Tokyo Zombie (2005)

Publicados

em

Tokyo Zombie

[Por Jarmeson de Lima]

Pense num filme esculhambado (no bom sentido) e você vai chegar perto do que é Tokyo Zombie, produção de 2005 e que poderá ser vista por você ao alcance de um click na Amazon Prime. Produto da mente insana de Sakichi Satô e baseado num mangá de mesmo nome, o filme apresenta o ataque de mortos vivos (advinha onde?)… em Tokyo! (mais…)

Continue lendo

Trending