conecte-se conosco

Resenhas

RESENHA: O Homem Invisível (2020)

Publicados

em

Homem Invisível

A ideia de ficar invisível persegue as pessoas desde muito tempo. Mas foi só H. G. Wells que primeiro tentou traduzir os riscos desse poder. E em 1933, veio ao mundo a primeira adaptação desta obra. Desde então, a figura do Homem Invisível tornou-se indiscutivelmente um ícone na cultura pop, com várias versões posteriores nas telas, estampando camisetas, canecas e action figures. O personagem estava até sumido das histórias no cinema há um bom tempo e agora, no inicio de 2020 ganha uma nova versão, colocando este ser numa discussão muito séria e real sobre relacionamentos abusivos.

Vamos lá: Cecilia é uma mulher vítima de constantes abusos do seu companheiro. Finalmente ela consegue fugir, mas continua prisoneira em sua mente, vivendo em medo e paranoia. Tempos depois, ela recebe a notícia de que seu ex se matou deixando a ela uma fortuna de herança. Seria um ótimo recomeço se o abusador não fosse um brilhante cientista e tivesse forjado a própria morte e descoberto um jeito de ficar invísivel para ficar torturando-a. Agora a mulher tem que provar que não está ficando louca e encontrar um meio de deter o vilão.

O filme já inicia sua projeção de forma tensa, fazendo bom uso do som e de ângulos de camêra para gerar um suspense de primeira qualidade, remetendo a clássicos como “Dormindo com o Inimigo”. O longa fica assim por boa parte de sua duração graças a brilhante atuação de Elisabeth Moss, que consegue passar fragilidade e medo através de olhares e gestos, sem nunca soar forçado. A trilha sonora é bem dosada, sabendo o momento certo para crescer ao invés de ficar forçando uma tensão o tempo todo. A direção é segura e consegue causar desconforto com sugestões e sutilezas, deixando o público ansioso por muito tempo.

O problema maior de “O Homem Invisível” são alguns furos e decisões de roteiro, que em certos momentos me lembraram coisas da novelista Glória Perez. O último ato é bastante problemático e se rende a uma ação desnecessária. Parece até que foi incluído de última hora só para mostrar para o público mainstream que eles estão assistindo a um filme de horror. Ainda assim, o longa recupera sua força no finalzinho e mesmo com esses problemas citados, ele se mostra muito bom.

Ao revitalizar a história de um monstro clássico trazendo um tema pertinente e que se encaixa perfeitamente na trama, a Universal e a Blumhouse dão sinais que este é o caminho certo ao adaptar para este novo tempo esses personagens icônicos. “O Homem Invisível” é um filme forte e tenso que deve agradar a maioria dos fãs de horror. Vale muito a pena se assustar com algo que você não vê.

Escala de tocância de terror:

Título original: The Invisible Man
Direção: Leigh Whannell
Roteiro: Leigh Whanell (livremente baseado no livro de H.G Wells)
Elenco: Elisabeth Moss, Oliver Jackson-Coeh, Harriet Dyer
País de origem: EUA

Gosta de nosso trabalho? Então nos dê aquela forcinha contribuindo através do PicPay!

"Nós deixamos de procurar os monstros embaixo de nossas camas, quando percebemos que eles estão dentro de nós"

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Resenhas

RESENHA: Operação Overlord (2018)

Publicados

em

Overlord

[Por Jarmeson de Lima]

Convenhamos que filmes de guerra e filmes de terror não são lá muito populares. Às vezes um ou outro fura a bolha de público e passam a ter sucesso, mas não é sempre que isso acontece. Assim sendo, imagine que “Operação Overlord” foi pensado para ser uma mistura de “O Resgate do Soldado Ryan” com “Resident Evil“. (mais…)

Gosta de nosso trabalho? Então nos dê aquela forcinha contribuindo através do PicPay!

Continue lendo

Resenhas

RESENHA: Verão de 84 (2018)

Publicados

em

Verão de 84

[Por Felipe Macêdo]

A nostalgia causada pelos anos 80 parece não ter fim e provavelmente vai render mais um bocado, dado o sucesso da série “Stranger Things” e filmes como “IT- A Coisa” (2017). “Verão de 84” bebe desse revival estético daquela década e procura sua identidade nesse meio, trazendo uma trama de mistério com elementos de terror. (mais…)

Gosta de nosso trabalho? Então nos dê aquela forcinha contribuindo através do PicPay!

Continue lendo

Resenhas

RESENHA: O Homem nas Trevas (2016)

Publicados

em

homemnastrevas_3

[Por Felipe Macedo e Jarmeson de Lima]

O diretor Fede Alvarez, retorna com seu novo trabalho, após ser descoberto pelo diretor Sam Raimi e juntos terem realizado o remake do clássico “Evil Dead – A Morte do Demônio“. O novo trabalho em questão é “O Homem nas Trevas” (Don’t Breathe), mais uma vez produzido pelo seu tutor hollywoodiano. O longa vem como desafio e servirá para provar se o diretor uruguaio seria realizador de um filme só ou se terá vida própria dentro da sétima arte. (mais…)

Gosta de nosso trabalho? Então nos dê aquela forcinha contribuindo através do PicPay!

Continue lendo

Trending