conecte-se conosco

Resenhas

RESENHA: A Cor Que Caiu do Espaço (2020)

Publicados

em

A cor que caiu do espaço

H.P Lovecraft voltou a ficar em evidência, seja em games como “Call of Cthulhu” (2018) e “The Sinking City” (2019) como em adaptações cinematográficas. Só neste ano de 2020 já tivemos duas obras inspiradas no autor, tendo elementos e personagens de suas obras em “Ameaça Profunda” e agora “A Cor Que Caiu do Espaço” (Color Out of Space), uma adaptação direta de um dos seus celebres contos e o motivo desse texto existir.

A trama segue uma típica família americana nos tempos atuais, que mora numa fazenda no meio do nada. A rotina dessas pessoas é abalada quando um meteorito cai em seu quintal. Num primeiro momento, isso não causa nada, mas aos poucos a fauna, flora e os humanos vão mudando. Uma espiral de caos, loucura e morte são instauradas no local e o que resta é uma tentativa de sobrevivência no meio de tanto horror.

Sabendo que Lovecraft é um autor dificílimo de adaptar, seus contos afetam os leitores de formas diferentes e colocar isso em tela também é complicado. Felizmente o caso aqui é bem positivo, pois os pontos-chave do conto estão aqui com uma liberdade que acredito que deixaria seu criador orgulhoso. E pra dar mais segurança aos espectadores, a chamada no cartaz evidencia que o longa é dos mesmos produtores de “Mandy” garantindo também alguns momentos lisérgicos com o mesmo protagonista.

No caso, “A Cor Que Caiu do Espaço” está mais próximo de um terror clássico e pessimista assim como o material fonte. A cor, evidentemente, é algo importante que vai se intensificando no decorrer da trama. Aliás, a direção de arte está de parabéns. Uma coisa que também me deixou bem feliz foi o uso de efeitos práticos. Tá certo que tem muito uso de CGI, mas numa quantidade bem menor que o habitual. A maquiagem das cenas nojentas também é digna de mérito. Os atores entregam atuações bem ok, mas o astro é claro que é Nicolas Cage que está mais uma vez daquele jeito surtado, sendo que aqui esta interpretação caiu como uma luva.

A Cor Que Caiu do Espaço” é um body horror de qualidade e com uma história bem angustiante. Não é para todos os gostos, mas para quem curte histórias mais sérias e pesadas sem excesso de jumpscare, esse filme é para você.

Escala de tocância de terror:

Diretor: Richard Stanley
Roteiro: Scarlett Amaris, Richard Stanley
Elenco: Nicolas Cage, Joely Richardson, Madeleine Arthur e outros
Título original: Color Out of Space
Ano de lançamento: 2020

Gosta de nosso trabalho? Então nos dê aquela forcinha contribuindo através do PicPay!

"Nós deixamos de procurar os monstros embaixo de nossas camas, quando percebemos que eles estão dentro de nós"

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Resenhas

RESENHA: Operação Overlord (2018)

Publicados

em

Overlord

[Por Jarmeson de Lima]

Convenhamos que filmes de guerra e filmes de terror não são lá muito populares. Às vezes um ou outro fura a bolha de público e passam a ter sucesso, mas não é sempre que isso acontece. Assim sendo, imagine que “Operação Overlord” foi pensado para ser uma mistura de “O Resgate do Soldado Ryan” com “Resident Evil“. (mais…)

Gosta de nosso trabalho? Então nos dê aquela forcinha contribuindo através do PicPay!

Continue lendo

Resenhas

RESENHA: Verão de 84 (2018)

Publicados

em

Verão de 84

[Por Felipe Macêdo]

A nostalgia causada pelos anos 80 parece não ter fim e provavelmente vai render mais um bocado, dado o sucesso da série “Stranger Things” e filmes como “IT- A Coisa” (2017). “Verão de 84” bebe desse revival estético daquela década e procura sua identidade nesse meio, trazendo uma trama de mistério com elementos de terror. (mais…)

Gosta de nosso trabalho? Então nos dê aquela forcinha contribuindo através do PicPay!

Continue lendo

Resenhas

RESENHA: O Homem nas Trevas (2016)

Publicados

em

homemnastrevas_3

[Por Felipe Macedo e Jarmeson de Lima]

O diretor Fede Alvarez, retorna com seu novo trabalho, após ser descoberto pelo diretor Sam Raimi e juntos terem realizado o remake do clássico “Evil Dead – A Morte do Demônio“. O novo trabalho em questão é “O Homem nas Trevas” (Don’t Breathe), mais uma vez produzido pelo seu tutor hollywoodiano. O longa vem como desafio e servirá para provar se o diretor uruguaio seria realizador de um filme só ou se terá vida própria dentro da sétima arte. (mais…)

Gosta de nosso trabalho? Então nos dê aquela forcinha contribuindo através do PicPay!

Continue lendo

Trending